×

ED rodoviários | Privatização da Carris é aprovada pela CCJ e Melo (MDB) pode colocar em votação

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara de Vereadores de Porto Alegre deu aval ao projeto de privatização da Carris. Agora, Sebastião Melo e sua corja privatista avançam com seus planos de entregar a empresa centenária nas mãos de seus amigos empresários.

terça-feira 17 de agosto | Edição do dia

Com o aval da CCJ, mesmo que formalmente ainda tenha que passar por duas comissões (CUTHAB e CEFOR), pode ser colocada em votação por Melo, inclusive em caráter de urgência. O projeto é considerado legal justamente pela base de Melo, que compartilha dos mesmos interesses privatistas. Foi aprovado pelos vereadores Felipe Camozzato (Novo), Mauro Pinheiro (PL), Nádia Gerhard (DEM) e Ramiro Rosário (PSDB), com voto contrário de Leonel Radde (PT) e duas ausências.

O reacionário Camozzato, relator do projeto na CCJ, afirmou que "o texto não determina a privatização (...) ele autoriza o governo a fazer a desestatização". Mudam as palavras, acrescentam termos, mas o interesse é o mesmo de todos que compõem o governo de Melo: entregar a Carris nos braços dos empresários do transporte.

No mesmo dia em que é noticiada a aprovação na CCJ, recebemos a denúncia de 26 demissões na empresa privada Sudeste, seguido de ameaça de mais 100. Esse modelo de transporte que é o "sonho de consumo" de Melo e dos patrões, onde conseguem demitir a qualquer momento de acordo com seus próprios interesses e abandonar linhas como fizeram durante a pandemia.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias