Internacional

TRUMP

Presidente mexicano cancela encontro com Trump em meio a tensões crescentes

Após haver declarado que reprova a construção do muro e que não custeará a construção do muro, o presidente do Méxco Peña Nieto cancelou, na tarde desta quinta-feira, seu encontro com o recém-eleito presidente dos EUA, Donald Trump.

Mariá Tubman

Brasília - DF

quinta-feira 26 de janeiro de 2017| Edição do dia

Três horas antes, o próprio Trump havia sugerido nas redes sociais que Peña Nieto cancelasse o encontro, visto suas recentes declarações que recusavam a construção do muro.

Demagogicamente, Trump afirmou que possui uma profunda admiração pelos mexicanos residentes no país e pelo próprio Peña Nieto, discurso que evapora rapidamente frente às constantes declarações xenófobas que levam à defesa da construção de um muro que divida os dois países.

Peña Nieto é o presidente que elevou a Inspetor e Controlador Geral da União Alejando Saavedra Hernández, um dos militares envolvidos no desaparecimento dos 43 estudantes de Ayotzinapa, durante a luta que estes levavam por melhorias no ensino público. Ou seja, o cancelamento da reunião em nada reflete uma insubordinação ao imperialismo ou qualquer tipo de solidariedade deste presidente com os setores mais precarizados da população, entregues aos mandos e desmandos das políticas colonizadoras dos EUA.

Reflete uma forte pressão política dos de cima, que podem ser duramente afetados pela existência de um muro que esfrie a circulação de mão-de-obra barata. Mais importante ainda, expressa uma crise nas alturas com os recentes fenômenos de massa que atingem os EUA, com a onda anti-Trump que levou milhares às ruas no dia 21, na marcha de mulheres contra Trump, e no México, os milhares que tomaram as ruas do México contra o aumento do petróleo durante o início desse ano.

Impossível acreditar, portanto, que a história seja feita pelos cima: as tensões que os fenômenos de massa criam estão sendo capazes de fraturar relações política de longa data e serão capazes, com mais força e com a aparição da classe operária organizada, de criar ainda mais determinantes transformações históricas.




Tópicos relacionados

Donald Trump   /    México   /    Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar