×

Ataque ao direito ao aborto | Prefeito do PDT em Fortaleza aprova lei de propaganda contra anticoncepcionais e aborto

Lei aprovada dia 09 propõe como dever da cidade realizar propagandas e publicidades informativas contra o aborto e o uso de anticoncepcionais, um ataque os direito das mulheres.

quinta-feira 16 de setembro | Edição do dia

Foto: José Sarto Nogueira (PDT)/ Divulgação

A Câmara de Vereadores de Fortaleza aprovou o texto e foi sancionado pelo prefeito Sarto Nogueira (PDT) no dia 09. O prefeito, que é médico ginecologista e evangélico, recebeu diversas críticas nas redes sociais por permitir e corroborar com esse absurdo, dando base para propagandas e palanques contra o aborto e contraceptivos.

Essa lei que é um ataque às mulheres da capital cearense, estava em trâmite desde 2017, de autoria do vereador Jorge Pinheiro do PSDB, integrante da comunidade Shalom, ligada a renovação carismática da igreja católica. Não é de hoje que o PSDB ataca o direito da população, tão pouco o PDT, mesmo que agora tenha recuado na execução da lei partindo da prefeitura, mas deixando em aberto ataques por outras instâncias.

A lei permite que tenha semanas publicitárias contra o aborto, como também pedido de reconhecimento público de organizações que o combatem. Nas redes sociais a lei reacionária foi apelidada de "lei The Handmaid’s Tale", série norte americana que mostra um regime altamente autoritário e de submissão para as mulheres.

Os anticoncepcionais chegaram no Brasil na década de 60 e o SUS disponibiliza oito tipos de contraceptivos gratuitamente. O casos de aborto somente é legal em poucos casos, como estupro, risco de morte da mãe ou bebê é anencefálico, ainda um atraso no direitos das mulheres.

Veja também: Sarí Corte Real é ouvida hoje na 2ª audiência do caso Miguel. Queremos justiça por Miguel!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias