×

PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO | Precarização do trabalho mata 52 operários em incêndio de fábrica em Bangladesh

O incêndio foi na fábrica da Hashem Foods, na cidade de Rupganj. Já foram encontrados 52 corpos, além de 30 pessoas que ficaram feridas e dezenas ainda estão desaparecidas. A fábrica guardava materiais inflamáveis, e depois de 24 horas as chamas ainda não foram controladas.

sexta-feira 9 de julho | Edição do dia

(Foto: Mohammad Ponir Hossain/Reuters)

Entre os mortos, 3 pessoas morreram após pularem das janelas, buscando fugir das chamas. Os outros 49 corpos foram encontrados carbonizados dentro da fábrica. Muitos pessoas se feriram pulando das janelas.

Leia mais: Proibidos de ver o mundo: a exploração dos trabalhadores migrantes nas fábricas de Taiwan

O incêndio começou na quinta-feira (08/07) no térreo do prédio de seis andares. Após mais de 24 horas, o fogo não havia sido controlado, principalmente nos andares onde estavam estocados produtos inflamáveis.

Bangladesh é um país asiático onde as condições de trabalho nas fábricas, muitas delas que produzem para grandes marcas internacionais, são extremamente precárias, com incêndios e outros acidentes fatais ocorrendo com alguma frequência. Em abril de 2013, um incêndio na confecção Rana Plaza, que levou ao desabamento do prédio, matou 1138 operários.

Leia mais: Incêndio em campo de refugiados deixa 50.000 desabrigados e centenas de feridos em Bangladesh

Esta precarização das condições de trabalho, e os baixos salários, garantem os lucros das grandes empresas, inclusive americanas e europeias, que produzem em Bangladesh.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias