Política

CORONAVÍRUS

"Pra que essa ansiedade, essa angústia?" questiona Ministro da Saúde ignorando mais de 180 mil mortes

Hoje (16/12) pela manhã o governo federal de Bolsonaro apresentou o plano nacional de imunização, que não tem sequer data para começar. Dentre toda a demagogia e os vários absurdos ditos pelo ministro da saúde, Pazuello, destaca-se um pelo nível de negação da realidade.

quarta-feira 16 de dezembro de 2020| Edição do dia

FOTO DE RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES

Pazuello dedicou boa parte da sua fala fazendo demagogia com o SUS. Em tom elogioso ao Sistema Único de Saúde, mesmo sendo parte do governo que mais destruiu o SUS nos últimos anos, o ministro da saúde se valeu de todo o prestígio nacional e internacional do SUS para minimizar expectativas da população com a vacina.

Segundo o ministro, o SUS tem condições de imunizar toda a população brasileira e se tornar referência mundial, por isso não seria cabível toda a ansiedade que se gerou na população brasileira. O que Pazuello despreza é simplesmente o fato de que o Brasil está entre os países no mundo em que mais morreram pessoas em decorrência da covid-19.

Já são mais de 180 mil mortes e com um número assombroso de infecções diárias, tudo isso graças à omissão do governo Bolsonaro, das instituições e dos governadores, que não garantiram testes massivos, disponibilização pelo SUS dos leitos da rede privada, reconversão da indústria para a produção de respiradores e insumos de saúde etc.




Tópicos relacionados

Bolsonaro   /    Eduardo Pazuello   /    Crise do Coronavírus   /    Fora Bolsonaro, Mourão e os militares   /    Coronavírus   /    Jair Bolsonaro   /    Política

Comentários

Comentar