Mundo Operário

PARALISAÇÃO LATAM

Porque apoiar e fortalecer a luta dos DOT’s da LATAM

O aeroporto se transformou em um verdadeiro laboratório de ataques aos direitos trabalhistas pós pandemia. A LATAM essa semana esta tentando fazer uma manobra passando por cima do acordo coletivo da categoria para poder demitir dezenas de trabalhadores que deveriam estar com estabilidade devido aos meses de corte de salários.

quarta-feira 7 de outubro| Edição do dia

Os trabalhadores responderam prontamente e paralisaram as atividades essa noite de terça-feira, se tornando um grande exemplo a todos os trabalhadores do aeroporto que vem sofrendo com uma série de retirada de direitos, com a instabilidade e um regime de trabalho intenso.

Só essa paralisação de algumas horas causou um grande impacto na operação o que mostra o peso da categoria. Essa luta que se desenvolve agora contra as demissões dos Despachantes Operacionais Terrestres pode ser uma faísca para acender em cada trabalhador que esta com salário atrasado, que não esta recebendo corretamente vale transporte e refeição. Para os trabalhadores com salários cortados ou que tiveram seu vale refeição retirados. Todos esses ataques afetam a vida das famílias, os projetos e sonhos de cada pessoa.

E esta claro que tudo isso não é resultado da pandemia, mas sim o fato de que as empresas viram na pandemia uma “oportunidade” para poderem atacar e implementar um regime de trabalho mais lucrativo para elas. O projeto de terceirização dos DOT’s da LATAM já vinha de muito tempo inclusive, e agora estão tentando efetivar, também outras empresas vem terceirizando, como a GOL. Nesse momento os trabalhadores efetivos das companhias e os terceirizados precisam unir forças, pois terceirizar é uma forma das empresas precarizarem, se isentarem de responsabilidades trabalhistas, pagando menos e dando menos direitos. Todos os trabalhadores tem que ter o direito a salários dignos com jornadas de trabalho de 8 horas e os mesmos direitos.

Esse laboratório de precarização é fruto das MP’s aprovadas por Bolsonaro, Mourão e Guedes para descarregar a crise nas costas dos trabalhadores, enquanto empresas como a LATAM, que já lucraram milhões, seguem não só lucrando como tendo apoios milionários de acionistas e governos. Enquanto é uma realidade na vida de um aeroviário trabalhar 12 ou mais horas por dia para somar um salário de nem 2 mil reais, essa realidade impede que os trabalhadores tenham vida, que vejam suas famílias.

A resistência dos funcionários da LATAM pode mostrar a força dos trabalhadores e que não é preciso aceitar tudo calado. Por isso todos devem se somar e apoiar a luta dos DOT’s da LATAM, para que não ocorra as demissões, mas também que se expanda e contagie todo funcionário que esta indignado, uma vez que a única forma mudar a realidade é lutar e se organizar.




Tópicos relacionados

LATAM   /    Abaixo as demissões na Latam!   /    Guarulhos   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar