Juventude

JUSTIÇA POR JACAREZINHO

Por um bloco unificado do Movimento Estudantil da USP no ato por justiça por Jacarezinho

O Coletivo Faísca Anticapitalista e Revolucionária e o grupo internacional de mulheres socialistas Pão e Rosas faz um chamado à todes estudantes, à atual gestão Nossa Voz do DCE e aos CAs da USP para compor um bloco unitário do movimento estudantil no ato de quinta-feira, 13, às 17h, no MASP, por justiça para os mortos da chacina do Jacarezinho.

quarta-feira 12 de maio| Edição do dia

A Coalizão Negra por Direitos está convocando atos em todo o país para o dia 13, nesta quinta-feira. Em nota divulgada nas redes: "Convocamos os setores da sociedade brasileira que não aceitam a barbárie e o genocídio imposto pelos governos milicianos que dirigem o país e diversos estados, para se unir à Coalizão Negra Por Direitos, na próxima quinta-feira, dia 13 de Maio, marca histórica da abolição inacabada, em manifestações por todo país."

O ato em São Paulo será às 17h no MASP, na Avenida Paulista.

Fazemos aqui um amplo chamado a todes estudantes que se revoltaram com essa brutal chacina racista para se somarem na luta contra a violência policial e a impunidade. Em São Paulo, também vemos o racismo da polícia, como no caso do Massacre de Paraisópolis. Na USP, são os estudantes negros que terminam sendo excluídos pelo EaD imposto de maneira autoritária pela reitoria; que são prejudicados pela falta de bolsas e pelo seu baixo valor - há inúmeros anos o valor do auxílio financeiro é 400 reais; que sofrem com a precarização das condições no CRUSP. São as terceirizadas negras que contraíram Covid porque foram obrigadas a ir ao trabalho em meio a pandemia, e ainda sofrem com demissões. São demonstrações do racismo que é dominante em nossa sociedade e nossa universidade, uma das mais elitistas do país e a última a ter cotas.

A chacina do Jacarezinho e todos esses ataques são também são uma expressão do regime do golpe institucional de 2016 que só fez aprofundar a violência e repressão estatal por meio da polícia. Todos os atores do golpe, como Bolsonaro e seu vice Mourão, o centrão, governadores como Doria e o STF - todos estão juntos quando o assunto é precarizar e matar de fome, Covid ou pelas balas da polícia a juventude negra e descarregar a crise nas costas da classe trabalhadora.

Por tudo isso, é fundamental fortalecer essa luta de todas as maneiras. Outras categorias, como trabalhadores da USP, além dos metroviários que estão em luta contra os ataques de Doria, estarão com blocos unificados no ato. Nesse sentido, nós do Coletivo Faísca Anticapitalista e Revolucionária e do grupo internacional de mulheres socialistas Pão e Rosas, ambos impulsionados pelo Movimento Revolucionário de Trabalhadores (MRT), fazemos um chamado à gestão Nossa Voz do DCE da USP - composta pelo PT, UJS e Levante Popular da Juventude - e a todos os CAs, em especial os da FFLCH, que mobilizem os estudantes desde cada sala de aula, para conformar um bloco unitário do movimento estudantil da USP contra a violência policial e pelas vidas negras. Chamamos em especial as correntes que compõem a Oposição de Esquerda da UNE, como PSOL, PCB e UP, que dirigem CAs importantes como o Ceupes e o XI de Agosto, e o PSTU, para fortalecer esse chamado.

É fundamental que o movimento estudantil batalhe pelo Fora Bolsonaro, Mourão e todos os golpistas, sem depositar nenhuma confiança no judiciário racista e golpista, bem como pelo fim das operações policiais e da impunidade. É preciso exigir uma investigação independente, a partir dos movimentos de direitos humanos, negros e sindicatos para que os culpados sejam julgados por um júri popular. Pelo fim dos autos de resistência que não passam de uma justificativa para o massacre da população negra! Nós da Faísca e do Pão e Rosas não acreditamos que seja possível reformar ou criar controle social sobre a polícia, defendemos o fim de todas as polícias, que não passam de cães de guarda da propriedade privada burguesa.

Justiça para os mortos do Jacarezinho!
Abaixo a polícia racista!
Vidas Negras Importam!




Tópicos relacionados

Chacina do Jacarezinho   /    História-USP   /    Letras-USP   /    antirracismo   /    Violência Estatal   /    Brutalidade policial   /    Racismo Estrutural   /    Racismo Policial   /    DCE   /    Violência racista   /    Juventude    /    Racismo   /    FEUSP   /    PM   /    PM São Paulo   /    FFLCH   /    Caell   /    Racismo   /    Violência policial   /    Movimento Estudantil   /    USP   /    São Paulo (capital)   /    Juventude

Comentários

Comentar