×
Rede Internacional

GESTO RACISTA | Por gesto racista, assessor de Bolsonaro vira réu em ação penal

Em março, o assessor de Bolsonaro, Filipe Martins, fez gesto supremacista branco em sessão no Senado

quinta-feira 24 de junho | Edição do dia

Foto: TV Senado/Reprodução

O assessor de Bolsonaro, Filipe Martins, se tornou réu em uma ação penal devido ao gesto racista praticado em sessão do Senado em março deste ano.

O assessor é parte da ala ideológica reacionária do governo Bolsonaro, da qual são parte o ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub e o recém exonerado Ricardo Salles, do ministério do Meio Ambiente.

Veja também: A chantagem de Lira e a ofensiva de “destrumpização” do governo

O gesto racista, dos supremacistas brancos, foi reconhecido e denunciado amplamente nas redes sociais na época e agora é o motivador do processo penal aberto contra o assessor.

Pode te interessar: A longa fritura de Ernesto Araújo




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias