×

COPA LIBERTADORES | Por conta de decisão absurda da Conmebol, River Plate terá jogador de linha no gol

Em mais uma de suas decisões absurdas, a Conmebol negou o pedido do River Plate de inscrever dois goleiros a mais na Copa Libertadores, mesmo passando com um surto de Covid-19 em seu elenco. Por isso, o time terá que usar um jogador de linha na posição.

quarta-feira 19 de maio | Edição do dia

(Foto: Divulgação/ Twitter @RiverPlate)

Com 21 jogadores infectados por Covid-19 no elenco, incluindo os 4 goleiros inscritos na Libertadores, o River havia pedido a Conmebol para inscrever dois goleiros recém promovidos ao profissional, se baseando no regulamento que permite inscrição de novos jogadores em caso de lesão. A Conmebol, no entanto, considerou que Covid-19 não é uma lesão.

Leia também: Protestando contra Duque, torcida colombiana exige suspensão de partida da Libertadores

Dessa maneira, o clube argentino será obrigado a improvisar um jogador de linha como goleiro. Pelos treinamentos, deverá ser o volante Enzo Pérez, o lateral Milton Casco ou o lateral Tomás Lecanda. Pérez ainda está se recuperando de uma lesão muscular, porém caso não entre em campo o time seria obrigado a jogar com apenas 10 jogadores, além de ter um jogador de linha no gol.

Isto valerá para as partidas decisivas da fase de grupos, contra Indepediente Santa Fé (COL) e Fluminense. Mais uma vez a Conmebol mostra que mira apenas o lucro no futebol, mantendo as competições em meio a pandemia, e chegando ao absurdo de comprar vacinas para os times da Libertadores, e em meio aos protestos na Colômbia, e seu descaso pela paixão das torcidas e pelos próprios jogadores, que verdadeiramente constroem o futebol.

Leia também: Protestos na colômbia paralisam jogo de Atlético - MG e América de Cali pela Libertadores




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias