Sociedade

OCUPAÇÃO ARACAJU

Polícia Militar expulsa ocupadores da Ocupação João Mulungu com bombas e balas de borracha

Ontem, dia 23, a polícia realizou operação violenta na Ocupação em Aracaju, Sergipe, e prendeu 7 moradores.

segunda-feira 24 de maio| Edição do dia

Imagem: Reprodução / Youtube

A PM derrubou o muro do terreno da ocupação com escavadeira e usou bombas de gás lacrimogêneo, balas de borracha, spray de pimenta e cassetetes contra os moradores, deixando uma criança inconsciente por alguns minutos após levar um golpe de cassetete na cabeça.

A repressão vem uma semana depois da medida provisória do Ministério Público aprovada que proíbe despejos coletivos durante a pandemia. As famílias ficam ainda mais vulneráveis ao vírus com a pandemia que volta a piorar.

O prédio estava abandonado pela construtora Cosil e abrigava 200 famílias. A proprietária do prédio é a esposa do prefeito da cidade, Edvaldo Nogueira (PDT).

Leia também: Novos ares de mobilização e a adaptação à agenda da CPI: confiar nas forças da nossa classe e da juventude




Tópicos relacionados

Sergipe   /    Despejo   /    Ocupação   /    Moradia   /    Sociedade   /    Violência policial

Comentários

Comentar