Política

LEI DE SEGURANÇA NACIONAL

Polícia Federal prende 4 manifestantes em Brasília com faixa dizendo “Bolsonaro Genocida”

quinta-feira 18 de março| Edição do dia

Foto da faixa erguida pelos manifestantes

Na tarde dessa quinta-feira, 18 de março, a polícia federal prendeu e levou para a delegacia quatro manifestantes que carregavam uma faixa com os dizeres “Bolsonaro Genocida” na esplanada dos ministérios. Levaram os manifestantes para a polícia federal sob a justificativa de infringirem a Lei de Segurança Nacional, lei autoritária herdada da ditadura militar.

Um dos manifestantes é Rodrigo Pilha, criador do site Botando Pilha. Os outros três se chamam Guilherme, Victor e Emanuel, mas ainda não descobrimos seus respectivos sobrenomes. Em vídeo, que pode ser visto aqui, o irmão de Pilha dá alguns esclarecimentos sobre o caso.

Veja tweet de Letícia Parks:

Tais ações seguem a esteira de medidas autoritárias levadas a frente pelo governo Bolsonaro, como o caso do jovem enquadrado na mesma LSN por ter se manifestado no twitter contra o presidente em Uberlândia. Essa semana Felipe Neto também foi intimado em casa por conta de supostamente infringir a Lei de Segurança Nacional. São casos de evidentes restrições e censuras à liberdade de expressão e de pensamento, típicos de regimes autoritários e ditatoriais, que devem ser amplamente rechaçados.




Tópicos relacionados

Fora Bolsonaro, Mourão e os golpistas   /    Bolsonaro   /    Família Bolsonaro   /    Repressão policial   /    Fora Bolsonaro, Mourão e os militares   /    Governo Bolsonaro   /    Jair Bolsonaro   /    Repressão   /    Política

Comentários

Comentar