×

Inflação | Poder de compra cai 30% em 5 anos, agravando a fome e a miséria no país

O IPCA-15, índice calculado pelo IBGE, divulgou dados para o mês de abril e apontou novos recordes. A inflação acumulada em 12 meses ficou em torno dos 12%. O índice de difusão, que calcula o quanto a inflação se espalhou por outros itens do mercado, está em torno dos 75%, o maior já registrado.

quarta-feira 4 de maio | Edição do dia

Foto: Roberto Parizotti/Fotos Públicas

Levantamento feito pelo IBGE para abril, mostra que o poder de compra do Real caiu 30% nos últimos 5 anos. Somado a isso, a renda média dos brasileiros caiu 8%. Bolsonaro é responsável direto pela fome e miséra que assola o país, assim como o STF, governadores e grande mídia, responsáveis pela aprovação de ataques e privatizações que atacam os trabalhadores para saciar a sede de lucro dos capitalistas.

O IPCA-15, indice calculado pelo IBGE, divulgou dados para o mês de abril e apontou novos recordes. A inflação acumulada em 12 meses ficou em torno dos 12%. O índice de difusão, que calcula o quanto a inflação se expalhou por outros itens do mercado, está em torno dos 75%, o maior já registrado. Dos 367 produtos e serviços pesquisados, 289 ficaram mais caros em abril. A alta dos combustíveis é o principal fator desta lista, puxando para cima os demais produtos e serviços.

Para se ter ideia, R$ 50 hoje, equivaliam a R$ 85,99 em 2013. Isso pesa principalmente no bolso das maiorias trabalhadoras do país. Em 11 capitais onde ocorreu a pesquisa, os itens da cesta básica equivalem a mais da metade do salário mínimo. Somado a isso, 12 milhões de pessoas estão na fila do desemprego no país, sem contar os que deixaram de procorurar por uma vaga.

Os capitalistas e suas mídias apontam a pandemia, a guerra na Ucrânia e a crise hídrica, respectivamente, como os principais fatores para a alta da inflação. Entretanto, são os capitalistas que regulam os preços dos mercados para ampliar seus lucros em base à miséria das massas trabalhadoras e pobres. Foram os capitalistas que criaram essa crise, porém os trabalhadores que estão pagando a conta.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias