×
Rede Internacional

PLENÁRIA DA JUVENTUDE | Plenária de juventude contra Bolsonaro e Mourão tem saudações do Chile, Argentina e EUA

Nesse domingo (23/05) ocorreu a plenária nacional aberta da juventude Faísca contra os cortes na educação e rumo a construção dos atos do dia 29. A plenária teve saudações internacionais com companheiras do Chile, Argentina e Estados Unidos.

domingo 23 de maio | Edição do dia

A plenária nacional que contou com mais de 200 participantes, dentre eles estudantes universitários, secundaristas, trabalhadores e professores, teve também a participação de companheiros da luta anticapitalista internacionalmente. Foram mais de 2 horas de reunião com falas firmes e de enfrentamento à Bolsonaro e contra todo o regime do golpe.

Maddie, companheira dos Estados Unidos que constrói o Left Voice, manda saudações revolucionárias à toda plenária. Com falas combativas, nos trás o exemplo da combatividade do povo palestino contra o estado opressor de Israel, com um grande internacionalismo mostra a necessidade de lutar pelo povo palestino e contra o imperialismo mundial.

Pode interessar: Plenária da Faísca rumo ao dia 29: "Percebi que o pessoal tá sem medo de lutar"

Julieta, companheira da Argentina e assistente social, saúda a juventude revolucionária brasileira que no Brasil se levantam contra o governo Bolsonaro e seus agentes. Traz exemplos da luta dos trabalhadores da saúde, e sua rebelião contra a miséria de salários e a traição da burocracia sindical na luta no ano de 2020, mostrando o poder da auto organização da classe trabalhadora argentina.

Akemi, companheira do Chile e estudante, traz sobre as condições políticas e o cenário atual no Chile. No domingo passado, o Chile passou pelas eleições constituintes que demonstrou a força e os alcances da rebelião popular de Outubro de 2019, com papel do PTR (Partido Revolucionário dos Trabalhadores) organizando e denunciando as armadilhas do processo que estava encaminhando a constituinte.

Sobre o assunto: Com fracasso da direita na Constituinte chilena, maioria será da esquerda e independentes

A plenária mostrou a força da juventude que vem se organizando contra os cortes de gastos das universidades, levado pelo governo Bolsonaro e o regime do golpe. Além da busca pela organização e unificação para os atos de dia 29, lutando por fora Bolsonaro, Mourão e todos os golpistas.

Leia também: Marie (UFRN): combatemos Bolsonaro e todo o regime porque queremos fazer a revolução




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias