×

Unidade da classe trabalhadora | Petroleiros do TABG no Rio realizam paralisação junto a desempregados em luta pelos seus empregos

Ontem(24), petroleiros do Terminal Aquaviário da Baía de Guanabara realizaram um "trancaço" e cruzaram os braços junto a trabalhadores desempregados que estavam em frente a unidade em luta pelos seus empregos e contra a privatização e o desmantelamento da Petrobras.

quarta-feira 25 de agosto | Edição do dia

Imagem: Sindipetro-RJ

Ontem(24), petroleiros efetivos e terceirizados do Terminal Aquaviário da Baía de Guanabara(TABG), realizaram um trancaço de algumas horas e cruzaram os braços contra a precarização do trabalho na unidade e também contra o processo de privatização e desmantelamento da empresa. Junto deles estavam trabalhadores desempregados que se manifestavam em frente à unidade em luta pelos seus empregos e contra a privatização e o desmantelamento da Petrobrás.

Diversos trabalhadores desempregados da Ilha do Governador protestam quase diariamente a um mês na porta da unidade da Petrobrás lutando por empregos. Vários destes trabalhadores já trabalharam nesta e em outras unidades da Petrobras e vem protestando contra o desemprego.

Protestos de desempregados em unidades da Petrobras têm se tornado cada vez mais frequentes. Na semana passada ocorreu um protesto de desempregados em frente à unidade de refinaria da Petrobras na cidade de Duque de Caxias, região metropolitana do Rio, também lutando contra o desemprego e contra as centenas de demissões de terceirizados no sistema Petrobras.

Esses protestos são resultado da política privatista em curso já a pelo menos uma década, que culminou com centenas de milhares de terceirizados demitidos em diversas unidades da Petrobras. Essas demissões intensificam a precarização do trabalho, levando a dezenas de denúncias de desvio de função e acidentes de trabalho, de pessoas que saem de seu setor de origem e são alocados em trabalhos do qual não são tecnicamente capacitados.

A unidade no ato de ontem entre efetivos, terceirizados e desempregados mostra o caminho da necessária união da classe trabalhadora para lutar contra o desemprego, as privatizações e as reformas.

O protesto foi organizado pelo Sindipetro-RJ.

Leia também: Militares desfilam por cima da fome e dos ataques: qual resposta nossa classe precisa dar?




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias