×

Petrobras | Petroleiros de Paranaguá (PR) protestam contra falta de segurança e preço dos combustíveis

Petroleiros do Tepar, em Paranaguá (PR), protestaram durante visita de Benício Antunes, diretor da Transpetro, a unidade. Eles lutam contra o alto preço dos combustíveis, contra a falta de condições de segurança no local e contra a precarização do trabalho.

quarta-feira 3 de novembro | Edição do dia

Vista aérea do Tepar.

Na manhã desta quarta-feira (3/11), petroleiros do Terminal Aquaviário da Transpetro/Petrobras de Paranaguá (Tepar) bloquearam todas as vias de acesso ao terminal, durante visita do diretor de dutos e terminais da Transpetro, Benício Antunes. A manifestação foi organizada pelo Sindipetro PR e SC.

Os trabalhadores denunciam que, devido a cortes de gastos, não há manutenção adequada, em um terminal que opera com produtos altamente inflamáveis. Eles dizem que há uma degradação evidente das instalações e que o Tepar "se tornou uma bomba relógio."

Leia mais: Graças a Bolsonaro e generais povo brasileiro está sendo roubado para enriquecer acionistas

Além disso, eles denunciam a diminuição do número de trabalhadores na unidade e o arrocho salarial, enquanto os altos diretores da companhia ganham centenas de milhares por mês. Denunciaram, também, a atual política de preços da Petrobras, que levou a gasolina a custar mais de 7 reais o litro em diversos estados.

A luta dos petroleiros é fundamental para enfrentar a privatização da Petrobras, que leva ao altos preços dos combustíveis e a precarização do trabalho na empresa. Recentemente, a Petrobras pagou R$ 32 bilhões em dividendos aos seus acionistas, enquanto mantém esta "bomba relógio" no Paraná.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias