×
Rede Internacional

UNIVERSIDADE PÚBLICA | Pesquisa da UFPel afirma que vacina já evitou morte de 43 mil pessoas acima de 70 anos

A pesquisa inédita feita pela Universidade Federal de Pelotas, em parceria com a Universidade de Harvard e o Ministério da Saúde, identificou uma queda expressiva na quantidade de pessoas mortas com Covid acima de 70 anos a partir do início da vacinação. Cálculo estima que a vacinação já evitou 43 mil mortes.

sexta-feira 18 de junho | Edição do dia

Apesar do governo federal se esforçar para destruir as universidades públicas e pesquisas que atendam aos interesses da maioria da população, a ciência segue trabalhando e produzindo conhecimento importante.

O trabalho organizado pelo Centro de Pesquisas Epidemiológicas da UFPel é inédito e analisou mais de 238 mil óbitos por covid ocorridos entre janeiro e maio de 2021. A intenção foi analisar as mudanças nos números de óbitos entre os grupos etários de 70 anos para cima a partir do início da vacinação.

Os números indicaram que houve uma diminuição de 28% para 16% no número de óbitos entre pessoas de 70 a 79 anos em proporção ao total de mortos pela Covid. Ou seja, antes da vacinação, 28% dos mortos pela Covid estavam nessa faixa etária de 70 a 79 anos, depois apenas 16%, uma queda acentuada.

Na faixa etária dos 80 anos para cima, houve uma diminuição de 28% para 12% nas mortes, reforçando a tese de que a vacinação diminuiu efetivamente o impacto da covid.

- Leia mais: 3 milhões de vacinas não chegam no Brasil: que os trabalhadores controlem a produção e distribuição!

Até o momento analisado, 90% da população entre 70 e 79 anos havia sido vacinada em todo o país, enquanto que no grupo dos 80 anos para cima foram cerca de 95%.

Para contrapor a essa queda, foram analisados também óbitos decorrentes de outras causas no mesmo período, o que se mostrou estável. Segundo Márcia Castro, professora da escola de saúde pública de Harvard, “Não há outra explicação para essa queda da mortalidade nesses grupos etários”.

Caso o governo Bolsonaro não tivesse boicotado deliberada e conscientemente a vacina, talvez ainda mais dezenas de milhares de pessoas estivessem vivas hoje, mas sua política criminosa corroborou para ceifá-las.

- Saiba mais: Frente às novas cepas e à terceira onda da covid, lutar pela quebra das patentes já!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias