Opinião

Pequeno grupo bolsonarista passa vergonha em frente ao palácio da Alvorada: "Vacina, não"

Em vídeo que circulou durante essa semana nas redes sociais, um grupo bolsonarista fez uma pseudo manifestação artística em frente o palácio da alvorada, na qual se posicionavam contrários a compra da vacina contra a COVID-19.

sábado 31 de outubro| Edição do dia

O vídeo fala por si só. Uma cena bizarra, onde meia dúzia dizem falar em nome do povo.

O grupo em apelo ao reacionário Bolsonaro, diz não à vacina, seguindo a linha negacionista do presidente. Enquanto já ultrapassamos a marca de 150 mil mortos. Na ação do pequeno grupo uma folha com o rosto do Doria, colocando que o governador do estado de SP, estaria obrigando a população a se vacinar.

Sem prestar nenhum apoio a João Doria e tendo bem claro que apesar das desavenças eleitorais, Doria e Bolsonaro dão as mãos quando o assunto é atacar a classe trabalhadora, o que fica claro com o projeto de reforma administrativa do governo que já foi aprovado no estado de SP.

A população deve escolher se toma a vacina ou não, e esta tem que estar disponível para todos que queiram. A crise desencadeada pela pandemia do coronavírus tem deixado cada vez mais claro em primeiro lugar da importância da nossa força de trabalho para o funcionamento da sociedade e em segundo lugar que os capitalistas estão dispostos a tudo para que sejamos nós a pagar com essa crise, seja com retirada de direitos, aumento dos preços ou com a própria vida.

Que os capitalistas paguem pela crise.




Tópicos relacionados

PL 529 de Doria   /    COVID-19   /    bolsonarismo   /    Fora Bolsonaro, Mourão e os militares   /    Governo Bolsonaro   /    João Doria   /    Opinião   /    Política

Comentários

Comentar