×

CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA CEDAE | Pelo direito à água e contra os interesses e os lucros das empresas privadas

Nesta semana será votado na ALERJ o leilão da companhia de água e esgoto do Rio de Janeiro e outros municípios, não é de hoje que a CEDAE é alvo de privatização, é preciso lutar pelo direito água pública e de qualidade e contra os interesses privados que buscam lucrar com privatização enquanto precariza o fornecimento da água para a população.

quarta-feira 28 de abril | Edição do dia

Foto: Juan Pablo

O presidente do STF, Luiz Fux autorizou o leilão da CEDAE abrindo as portas para o aprofundamento da terceirização que consequentemente afetará a qualidade do fornecimento e tratamento da água, o leilão estar previsto para quinta-feira (29) na ALERJ. Os cariocas nessa pandemia estão sofrendo com o impacto da crise sanitária e o aprofundamento da crise econômica com o aumento da fome, desemprego e miséria. A privatização da CEDAE é uma medida que favorecerá as grandes empresas privadas e a política neoliberal de Paulo Guedes, ministro da economia do governo de extrema direita de Bolsonaro, enquanto isso a crise aprofunda contra a população do Rio de Janeiro.

Nos primeiros meses do ano de 2020 os moradores do Rio de Janeiro e baixada fluminense receberam em suas casas a água com gosto ruim e com coloração escura, segundo nota da CEDAE, não se sabia ao certo o que estava gerando todo esse problema e a companhia de água buscaria contornar todas essas causas, porém, por trás de todos esses problemas recorrentes da CEDAE existe uma política de precarizar para privatizar, mesmo que isso custe caro no bolso dos trabalhadores, que pagarão mais caro pela água em um momento de crise que muitas famílias não tem dinheiro para comprar a comida.

Witzel, ex governador do Rio de Janeiro, nos primeiros meses da pandemia aproveitou do colapso da saúde e propagação do vírus para impor o avanço da privatização da CEDAE, não só da CEDAE como das universidades do Estado do Rio de Janeiro, no entanto, essa medida não foi para frente, mas a péssima qualidade do fornecimento da água segue até os dias de hoje, como forma de impor a necessidade da privatização. Sabemos que a água é prevenção mínima contra o covid-19, por vários meses no decorrer da pandemia dezenas de favelas no Rio de Janeiro estavam com escassez de água, moradores sem poder lavar os alimentos e a própria mão como medida mínima de combate ao vírus.

Bolsonaro e Paulo Guedes, são grandes aliados dos grandes interesses privados, além disso, são defensores da privatização como medida eficaz contra a crise no país, contudo, ambos não atuam sozinhos, o STF foi decisivo para o avanço do leilão da CEDAE, a expressão dos votos na ALERJ amanhã será uma expressão do quanto o legislativo não representa os interesses da classe trabalhadora. O atual governador do Rio de Janeiro, Claúdio Castro, combinado com o governo de extrema direita de Bolsonaro e os representantes políticos da ALERJ estão todos a serviço dos interesses privados e nesse momento querem privatizar a CEDAE enquanto a vida do trabalhador aprofundará na precarização e na continuidade da péssima qualidade da água.

No ano de 2018, apesar de arrecadar quase 1 Bi em 2018, um lucro histórico, de R$ 832 milhões nenhum investimento público foi realizado no Guandu nesse mesmo ano, o que em si já demonstra que se tratava de uma empresa extremamente rentável, mas que não está servindo ao interesse público. É colocada como vitrine para os empresários enquanto seu cargos são loteados por políticos que nada conhecem de água e saneamento básico. Os serviços pioraram para a privatização e não há qualquer garantia que possam de fato melhorar com ela.

Nesse sentido o papel do sindicato e dos partidos de esquerda é fundamental na luta dos trabalhadores contra a privatização da CEDAE. É preciso mobilizar a categoria de trabalhadores da CEDAE, sem nenhuma confiança no STF, um pilar do golpe institucional, fiador da prisão arbitrária de Lula e nem nos corruptos da Alerj, é preciso apostar na unidade dos trabalhadores com diversas categorias em luta contra privatização. Somente a organização dos trabalhadores pode barrar esse processo! A CEDAE é do povo! Não à privatização! Na pandemia mais do que nunca, precisamos de uma água pública e de qualidade!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias