×

CPI DA COVID | Pazuello diz que saiu do ministério por "missão cumprida”. Missão: 283 mil mortes

Ao ser perguntado para Eduardo Pazuello, na CPI da covid-19, a que o ex-ministro atribuía sua demissão do cargo de ministro da saúde, ele respondeu: "missão cumprida". Veja abaixo qual foi a missão passada por Bolsonaro e cumprida por ele como ministro da saúde:

quarta-feira 19 de maio | Edição do dia

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Eduardo Pazuello assumiu o Ministério da Saúde no dia 16 de maio de 2020, quando no Brasil já se registrava 15.662 mortes e 233.511 casos de Covid-19. Ele permaneceu no cargo até o dia 23 de março de 2021, dia em que o país bateu pela primeira vez 3 mil mortes em um dia e que eram registrados um total de 298.843 óbitos e 12.136.615.

Essa foi a missão passada por Bolsonaro e cumprida por Pazuello: 283.181 mortes e 11,9 milhões de casos no período em que esteve como Ministro da Saúde.

Leia também: Enquanto Pazzuelo mente na CPI, metroviários mostram caminho da luta por vacina para todos!

Tudo isso fruto de uma política do governo Bolsonaro e de todo o regime golpista, responsáveis pelas quase 440 mil mortes, que esteve direcionada a todo momento para proteger os lucros dos grandes capitalistas e não a vida dos trabalhadores e da população pobre.

Para cumprir essa missão, o ex-ministro junto ao presidente, não tomou medidas mínimas para combater a pandemia e ainda recusou pelo menos 11 ofertas de vacinas.

Leia também: CPI da Covid expõe degradação de todo o regime político: é necessário uma nova constituinte




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias