Sociedade

PERNAMBUCO

Paulo Câmara (PSB) reabre o comércio mesmo com recorde de casos de COVID-19 no Pernambuco

O estado de Pernambuco bateu o recorde de casos confirmados de covid-19 no último mês de março. Foram notificados 43.435 infectados, segundo a Secretaria Estadual de Saúde, que podem ser de testes realizados em meses anteriores. O último recorde revoltante havia sido no mês de dezembro de 2020, com 42.733 confirmações da doença causada pelo novo coronavírus.

terça-feira 6 de abril| Edição do dia

Foto: Ed Machado/Folha PE

No total, desde o início da pandemia, até o sábado (3), Pernambuco confirmou 354.982 casos e 12.349 óbitos. Somente nos três primeiros meses de 2021, o registro foi de 108.667 infectados. Isso equivale a 31% do total de casos confirmados em toda a pandemia. De fevereiro de 2021 a março de 2021, o aumento foi de 55%, já que, em fevereiro, 28.103 conseguiram fazer o teste. Em janeiro, foram 37.121 casos notificados da doença e, posteriormente, confirmados no estado.

Nacionalmente, março foi o mês do recorde de mortes diárias, chegando a quase 4000. Bolsonaro continua com sua posição do início da pandemia, de que "a economia não pode parar", fazendo hoje demagogia reacionária com o rebaixamento do nível de vida do conjunto da classe trabalhadora e do povo pobre, ao dizer que "a gente tem que trabalhar", na sua declaração sobre o novo auxílio emergencial.

Bolsonaro é responsável pelas mortes da pandemia e não está sozinho. Junto a ele estão os governadores e prefeitos do golpismo, que chegam a fazer demagogia com a vacina, mas fazem parte de não garantir testagem massiva gratuita. E se fazem algum nível dessa testagem, fazem como o prefeito Bruno Covas (PSDB-SP), que aglomerou professoras e professores municipais em filas imensas e intermináveis de testes.

E é nesse cenário estadual e nacional que o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), iniciou a reabertura completa dos comércios no estado. "[A partir de 1º de abril] as atividades econômicas poderão reabrir das 10h às 20h, nos dias de semana, e das 9h às 17h, aos sábados, domingos e feriados. As praias voltarão a ter atividades físicas individuais permitidas, e a volta às aulas estará liberada, a partir do próximo dia 5 de abril, para a rede privada e para o ensino médio da rede estadual", disse o governador em pronunciamento na semana retrasada.

Como se não bastasse, segundo o governador, em abril também estão sendo retomadas as celebrações religiosas, desde que "obedeçam aos protocolos e horários pré-estabelecidos". E a partir de ontem (5), nas escolas particulares e públicas, de ensino médio, foram abertas as portas presenciais para o show de contaminação de jovens e crianças, em Pernambuco.

Paulo Câmara, assim como governadores do PT, como Fátima Bezerra no Rio Grande do Norte, dizem defender vidas, mas na verdade se alinham com os objetivos dos governantes no país, que é o de salvar os lucros dos empresários e dízimos dos pastores.

Só a articulação da força dos trabalhadores pode impor uma saída emergencial para a crise sanitária e econômica, com vacinação para todos com quebra das patentes, liberação remunerada dos setores não essenciais, garantia de auxílio de pelo menos um salário mínimo, se contrapondo ao insuficiente auxílio emergencial de Bolsonaro e Guedes, de R$350, e também ao de Paulo Câmara, de R$50, para atender às necessidades da população.

É nesse sentido, que os trabalhadores têm que fazer valer seus métodos, da luta de classes e da auto organização. Por isso, nesse momento se faz emergencial a construção de comitês de higiene e saúde em cada local de trabalho nos setores essenciais. Que controle os casos nesses locais, independente de supervisores e patrões. Que tenha autonomia para exigir e garantir condições sanitárias e EPIs e liberar os grupos de risco. Que organize esses locais de acordo com as necessidades e realidades deles, pois são os trabalhadores que podem dizer como melhor funciona seu próprio local de trabalho.

Exemplo disso foram os trabalhadores terceirizados da saúde que prestam serviço a sete hospitais em Pernambuco, no início de março, que fizeram assembleia para debater greve diante de 2 meses de salários, vales refeições e vales transportes em atraso, além de ainda não terem recebido o 13º de 2020 em sua totalidade.

Confira: Terceirizados da saúde no Pernambuco estão a dois meses sem salário

Por isso, nós do Esquerda Diário colocamos nosso diário à disposição para fazer ecoar as vozes dos trabalhadores indignados contra a falência do capitalismo que se demonstra em mortes, precarização do trabalho, miséria e fome. É necessário que as centrais sindicais, como a CUT e a CTB, dirigidas pelo PT e PCdoB, rompam com a sua paralisia e divisão das lutas incipientes pelo país e organizem a classe trabalhadora para impor as medidas emergenciais. Só a organização da nossa classe, junto às mulheres e aos negros, pode dar uma saída independente dos governos que representam os interesses dos lucros dos patrões.




Tópicos relacionados

BolsonaroGenocida   /    Fora Bolsonaro, Mourão e os golpistas   /    MORTES COVID-19   /    Vacina contra a covid-19   /    Bolsonaro   /    Vacina   /    Vacinação   /    Pernambuco   /    Paulo Câmara (PSB)   /    Crise do Coronavírus   /    COVID-19   /    Pandemia   /    Fora Bolsonaro, Mourão e os militares   /    Pernambuco   /    Recife   /    Coronavírus   /    CTB   /    Fátima Bezerra (PT)   /    Bruno Covas   /    Governo Bolsonaro   /    Nordeste   /    CUT   /    Sociedade   /    Recife   /    Política

Comentários

Comentar