×

Greve MRV | Participe da 2° reunião do Comitê Unicamp de Apoio à greve dos trabalhadores da MRV

Nesta sexta-feira (13), ocorrerá a 2° reunião do Comitê de Apoio à greve dos trabalhadores da MRV, impulsionado por estudantes da Unicamp. Veja por que participar, às 17h, com link pelo Meet.

sexta-feira 13 de agosto | Edição do dia

Há um mês, cerca de 700 trabalhadores da MRV de Campinas cruzam seus braços contra essa empresa, que é a maior da construção civil do país e enfrenta denúncias até mesmo de trabalho análogo à escravidão. Com sua luta, exigem melhores condições de trabalho, EPI e maior participação na PLR, pois, enquanto a MRV garante 38 mil aos chefes; aos trabalhadores dos canteiros de obras que têm de bater massa na mão, não dá nem papel higiênico. Agora a greve se expandiu também à Santa Bárbara d’Oeste.

Por isso, na semana passada, a partir de proposta da juventude Faísca Revolucionária como parte da gestão proporcional do CACH, conformou-se um comitê que reúne todas as entidades, organizações de esquerda e estudantes que querem pensar como cercar essa greve de solidariedade.

A Unicamp, como quer o projeto da reitoria e do governo Doria, tem parceria com a MRV. Já os estudantes, neste momento, podem colocar suas forças para apoiar os trabalhadores que enfrentam essa empresa. A partir da última reunião, o Comitê organizou medidas, como buscar apoio de intelectuais à greve, colagem de cartazes no centro da cidade e ação nos piquetes, que vieram sendo reivindicadas pelos trabalhadores em greve.

Com a intransigência da empresa, precisamos aprofundar nossa solidariedade e seguir batalhando para que todo o movimento estudantil veja a importância dessa luta. Afinal, esse caminho, dos métodos de luta dos trabalhadores, é o caminho que pode derrotar Bolsonaro, Mourão e os ataques do Congresso que vêm para precarizar ainda mais nosso futuro, como os cortes na educação e a MP 1045, que massacra as condições de trabalho da juventude, como continuidade à Reforma Trabalhista. Se os trabalhadores da MRV vencem, enquanto estudantes estaremos mais fortes para nossas lutas, confiando nas nossas forças e na unidade com a classe trabalhadora.

É nesse sentido que todas as entidades estudantis deveriam atuar a cada luta operária.

Participe do Comitê! Entre em contato com Juliana (11) 99597-7908




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias