Economia

Reforma Tributária

Para aliviar carga tributária de empresários, Bolsonaro apresentará novo imposto nesta segunda

Imposto semelhante a CPMF, que incidirá sobre todas as transações econômicas, será apresentado hoje no Congresso.

segunda-feira 28 de setembro| Edição do dia

[Foto: Jorge William / Agência O Globo]

Bolsonaro e sua equipe econômica chefiada por Paulo Guedes apresentarão o segundo pacote de proposta para a reforma tributária ao congresso nesta segunda-feira (28) Das várias opções de propostas que serão apresentadas ao presidente todas passam pela criação de um novo imposto que servirá para financiar a desoneração da folha de pagamento das empresas.

O governo pretende reduzir o percentual de contribuição patronal previdenciária retirando totalmente os 20% que as empresas recolhem para o pagamento do INSS de trabalhadores que ganham um salário mínimo e em outras faixas salariais pretende reduzir de 20% para 15% ou 10 %. Em relação ao novo tributo, a intenção inicial de Guedes é uma alíquota em torno de 0,2% sobre toda transição e depósitos.

Assim, para aliviar a carga tributária de empresários, o governo passa, com essa nova CPMF, esse custo para a população que terá que pagar um imposto sobre cada transação que realizar. Essas medidas são orquestradas por Paulo Guedes com o discurso de que a retirada da tributação das empresas terão o efeito de geração de empregos, quando na realidade elas servem para aumentar os lucros dos grandes empresários do país, transferindo, mais uma vez, os efeitos da crise para a classe trabalhadora.

Entenda melhor: Bolsonaro dá aval para Guedes negociar imposto aos moldes da CPMF




Tópicos relacionados

Nova CPMF   /    CPMF   /    Economia   /    Fora Bolsonaro, Mourão e os militares   /    Reforma Tributária   /    Paulo Guedes   /    Governo Bolsonaro   /    Ministério da fazenda   /    Jair Bolsonaro   /    Congresso   /    Economia

Comentários

Comentar