Economia

ARROZ

Para Guedes a culpa do aumento do preço do arroz é dos mais pobres

Em declaração cínica, Guedes afirmou que “preço está subindo porque os pobres estão comprando mais” com o auxílio emergencial.

terça-feira 15 de setembro| Edição do dia

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O que o economista neoliberal faz questão de ignorar, é que o auxílio foi um mecanismo de não deixar morrer quem já passou fome durante a pandemia. Os R$ 600,00 dado pelo governo não foi suficiente para garantir que a grande massa fizesse quarentena, pelo contrário continuaram arriscando as suas vidas trabalhando, a maioria na informalidade.

O ódio à população pobre pelo ministro da Economia do governo Bolsonaro não é novidade, junto a Bolsonaro foi defensor de um auxílio de apenas 200 reais. E agora afirma que a culpa dos preço subirem é dos que mais necessitam, dos que com dificuldade garantem a cesta básica do mês querendo assim isentar a política do governo. Política esta que prefere queimar os estoques dos produtos para beneficiar o grande agronegócio, do que garantir o alimento nas casas da população.

Na mesma linha que Bolsonaro, Guedes afirma que teve uma “enxurrada de dinheiro” destinado as famílias durante a pandemia, mas não fala nada sobre o dinheiro que o governo destinou aos banqueiros durante o mesmo período que totaliza o quatro vezes mais do valor gasto para o auxílio.

Veja também: Bolsonaro proíbe mencionar Renda Brasil até 2022




Tópicos relacionados

Crise do Coronavírus   /    Paulo Guedes   /    Governo Bolsonaro   /    Extrema-direita   /    Jair Bolsonaro   /    Economia

Comentários

Comentar