Política

APAGÃO NO AMAPÁ

Para Alcolumbre, quem mais sofre com apagão do Amapá é seu irmão candidato e não a população

O estado Amapá sofre agora por volta de 11 dias sem energia elétrica, fruto do sucateamento e privatização do fornecimento de eletricidade. Em meio ao desastre social causado por esse regime golpista, um de seus atores, o presidente do Senado afirmou em live que quem mais sofreu com apagão, foi seu irmão candidato a prefeito de Macapá, capital do estado.

sábado 14 de novembro| Edição do dia

Imagem: Sérgio Lima/Poder360

Presidente do Senado que vem do estado do Amapá, Davi Alcolumbre, depois de mais de 11 dias sem fornecimento de luz para o estado, onde não se chega àgua e alimentos para os bairros de periferia, enquanto para grandes condomínios de luxo, o rodizio de energia elétrica chega, afirmou:

“O maior atingido com esse apagão chama-se Josiel Alcolumbre, que ia ganhar eleição no 1º turno, que estava caminhando para ganhar em 1º turno. Está hoje na pesquisa divulgada aí, nas nossas pesquisas internas, em 1º lugar com praticamente o dobro na frente do 2º”, declarou à Rádio Diário FM, do Amapá.

Para a família Alcolumbre que faz parte do pacto golpista com Bolsonaro, antes de tudo é necessário manter suas zonas eleitorais. A declaração do senador amapaense demonstra isso. Os protestos contra a calamidade social e o governo - que no hoje estado é do PDT, mas está na coligação da chapa de Josiel, podem frustrar as chances de vitória nas eleições adiadas de Macapá.

Ler Mais: Brasileiros pagarão pelos gastos da crise no Amapá em conta de luz, após dias de apagão e repressão

O Amapá e em particular sua capital, hoje vivem uma situação assombrosa, fruto da crise capitalista e das respostas desse regime. Não é coincidência a grande mídia não estar dando grandes atenções. Denunciar o que acontece no Amapá é denunciar o que essa grande mídia apoia. Enquanto não chegam no mínimo para uma condição de vida, balas e policiais não faltam. O governo do estado(PDT), nem mesmo água potável fornece, no caso onde o caminhão veio com água suja.

Os interesses dos atores golpistas, como os Alcolumbres, de manterem as eleições municipais como temas isolados e separados pra cada cidade e não um tema nacional, teve o caso absurdo de Macapá, onde a comida da população apodrece como um empecilho ao seu projeto de sucateamento.

O MRT em Editorial aqui no Esquerda Diário fala: “O povo do Amapá não pode esperar, é necessário uma resposta imediata da esquerda”
Matéria realizada com informações do site Poder360




Tópicos relacionados

#SOSAmapá   /    Amapá   /    Amapá   /    Eleições municipais 2020   /    Davi Alcolumbre   /    Senado   /    Política

Comentários

Comentar