×
Rede Internacional

Violência transfóbica | Paola, travesti negra é amarrada e agredida em Teresina, com aval da guarda municipal

Paola Amaral, a Amaral, travesti negra moradora de Teresina foi vítima de tortura após ser acusada de roubo. Homens a amarraram e a agrediram. A guarda municipal viu as agressões e não fez nada.

terça-feira 20 de julho | Edição do dia

Imagem: divulgação/Instagram

O vídeo divulgado hoje (20) nas redes sociais foi gravado ontem, segunda-feira (19), pela manhã. Esse foi o período em que Paola Amaral foi vítima de transfobia em Teresina, Piauí.

As imagens são chocantes e revoltantes. Ela teve seus pés amarrados e foi mantida presa dentro do porta-malas enquanto homens a agrediam com um pedaço de madeira. Num dos vídeos, Paola é levada por um dos agressores até os guardas municipais e faz ela cair no chão, ainda com os pés amarrados. Os guardas municipais não fazem nada diante dessa atrocidade cometida com Paola.

A Associação Nacional de Travestis e transexuais (Antra) denunciou o caso nas redes sociais e informou que a Guarda Municipal "afirmou em nota que não presenciou o momento em que a travesti é torturada no porta-malas porque a equipe ’chegou ao local posteriormente’, diz não defender ’que seja feita justiça com as próprias mãos’ e que ’vai avaliar se houve falhas no procedimento’". Mas a cena é clara: Paola é violentada na frente dos policiais que não fazem nada. E este caso apenas reafirma o caráter racista e opressor da polícia, sua "proteção" é seleta para a parcela rica da sociedade apenas.

Ainda em nova nota divulgada hoje (20) pela Antra, Paola já foi liberada e está sendo acolhida pelos movimentos locais e pela rede de proteção à violência LGBTIfóbica de Teresina.

O vídeo contém agressão.

Esse tipo de violência contra pessoas trans e travestis infelizmente é recorrente no Brasil de Bolsonaro e Mourão, incitadores de ódio contra pessoas LGBTQI+. Dados divulgados recentemente mostram que apenas em 2020 o homicídio de LGBTs aumentou 25%, sendo que apenas no primeiro semestre de 2021, 80 transexuais foram assinadas.

É preciso tomar as ruas por justiça à todas as vítimas de transfobia, se inspirando nos protestos que estão tomando as ruas do Estado Espanhol exigindo justiça para Samuel, vítima de LGBTfobia.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias