Gênero e sexualidade

NÃO ÀS DEMISSÕES

Pão e Rosas vai construir ato pela readmissão da operária Andréia, da JBS

Andréia Pires declarou que se sente mais fortalecida a partir do Encontro de Mulheres e LGBT do Pão e Rosas para lutar por sua readmissão.

segunda-feira 31 de agosto de 2015| Edição do dia

No Encontro de Mulheres e LGBT do Pão e Rosas um dos debates que permeou os grupos de discussão foi a luta contra o plano de ajustes do governo Dilma e também os ataques à indústria, que resultam em milhares de demissões de operários e operárias ou retirada de direitos. Neste marco, foi colocada a luta pela reintegração da operária Andréia Pires, da JBS. Andréia declarou que "Estamos lutando contra esta demissão que é uma verdadeira perseguição política, somente porque lutei pelos direitos dos operários e operárias da fábrica onde eu trabalho. Não podemos aceitar isso e neste Encontro me sinto mais fortalecida para enfrentar essa situação".

Bárbara Delatorre, da Secretaria de Mulheres do Sindicato dos Trabalhadores da USP e membro da Executiva do Movimento Mulheres em Luta declarou que "Nós da Secretaria de Mulheres do Sintusp junto com o Movimento Mulheres em Luta já viemos organizando panfletagens e apoios à companheira Andréia. Também devemos debater a construção deste ato que foi aprovado na última reunião da Coordenação Nacional da CSP-Conlutas. O ato será no dia 29 de setembro às 17h em frente à FIESP, e esperamos organizar jovens, mulheres e trabalhadores de outras categorias para apoiar a luta pela reintegração da Andréia, pois aqui também vale nossa palavra de ordem de que se mexeu com uma, mexeu com todas".




Tópicos relacionados

Encontro de Mulheres e LGBTs   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar