×

#FreeBritney | Pai de Britney Spears desiste da tutela abusiva, mas quer fazer “transição ordenada”

Após anos de uma tutela abusiva sobre a cantora, que controla sua vida desde 2008, o pai de Britney decidiu desistir da tutela e quer passá-la a outra pessoa em uma “transição ordenada”.

quinta-feira 12 de agosto | Edição do dia

Desde 2008 o pai de Britney, Jamie Spears, literalmente controla a vida da cantora. Em junho deste ano, Britney decidiu romper o silêncio e expor toda a sua situação publicamente pela primeira vez. O escândalo decididamente tornou-se público e agora, meses depois, Jamie decide sair da tutela.

Jamie enviou um documento de desistência ao tribunal que julga a causa e diz que “não acredita que uma batalha pública com sua filha pela continuação do serviço de tutor seria o melhor para ela”. O documento continua: “o senhor Spears pretende trabalhar com o Tribunal e o novo advogado de sua filha para se preparar para uma transição ordenada para um novo tutor”

No entanto Jamie segue acreditando que o melhor é que sua filha continue sob tutela de outra pessoa, afirma que “não há motivos reais para suspender a tutela” e que “é altamente discutível se uma mudança neste momento seria o melhor interesse” de Britney.

A situação de Britney escalou a um nível de violência absurdo. A tutela autoritária do pai, sustentada pela justiça, impede Britney de fazer uma série de coisas como casar-se com quem ela quiser, falar com a imprensa quando bem entender, dar entrevistas e ter um filho de acordo com a sua vontade. Uma barbaridade sem tamanho.

“Tenho um DIU (dispositivo intrauterino) em meu corpo nesse momento que não me deixa ter um bebê e meus tutores não me deixam ir ao médico para que eu possa tirá-lo”, disse Britney em junho deste ano.

Os advogados de Britney afirmaram que não estão surpresos e estão satisfeitos, mas que continuará a investigação contra os prejuízos causados pelo pai contra a filha a fim de levá-lo a um tribunal.

O controle da vida de Britney, por parte de seu pai, se deu após um divórcio em 2008 em que o ex-marido da cantora conseguiu retirar a guarda de seus filhos. A tutela não foi uma decisão da cantora e sim da corte do estado da California que alegou “questões de saúde mental” para impedir que Britney pudesse obter a guarda de seus próprios filhos.

A vida de Britney está muito longe da vida da maioria das mulheres, ela tem uma fortuna próxima a 60 milhões de dólares. Mas, como ocorreu com os casos das atrizes de Hollywood com a hashtag #MeeToo, ver as denúncias da opressão de gênero entre as ricas e famosas nos permite refletir sobre o que ocorre com mulheres que trabalham, exploradas, que são chefes de família.

Desde 2019 o movimento #FreeBritney busca dar visibilidade ao abuso que a cantora vem sofrendo de seu pai e do Estado. Mas só em junho ganhou destaque internacional com força, após a declaração pública de Britney.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias