ALAGOAS

PMs invadem acampamento do MTST e ateiam fogo aos gritos de "Agora é Bolsonaro"

sábado 28 de dezembro de 2019| Edição do dia

Um artigo publicado no Brasil de Fato denuncia a invasão por parte da Polícia Militar de um acampamento do MTST, ocupação Dandara, em Alagoas, onde houve queima de livros, bandeiras e documentos dos integrantes do movimento nessa sexta-feira, 27. De acordo com a coordenadora do movimento, os policiais gritavam "Agora é Bolsonaro" e "Lula está morto" antes da ação.

"Duas viaturas da polícia apareceram aqui na ocupação na manhã de hoje. Fizeram uma ação violenta. Renderam pessoas, mandaram outras entrarem nos barracos, invadiram e quebraram coisas da cozinha coletiva. Rasgaram nossos livros de registros. Gritavam ’quem manda agora é Bolsonaro’ e ’Lula está morto’. Tocaram fogo em nossas bandeiras e disseram que tínhamos que trocar pela bandeira do Brasil”, afirmou Eliane Silva ao UOL.

O grave episódio deve ser energicamente repudiado pelo conjunto da esquerda e dos setores progressistas. É preciso exigir a punição dos responsáveis e seguir em alerta para que episódios como estes sejam impedidos a partir da auto-organização dos trabalhadores ao lado de ativistas e sem-teto.




Tópicos relacionados

Sem-teto   /    PM   /    MTST   /    Violência policial

Comentários

Comentar