×

Chacina policial | Operação da Polícia Militar deixa 15 mortos em Belford Roxo (RJ)

Segundo moradores da região que testemunharam a ação na manhã desta quinta-feira (03/02) foram 15 mortos pela PM na operação de hoje, sendo alguns deles sido executados, ou seja, mortos já depois de rendidos. Basta de corpos negros caídos pelas balas da polícia. Chega de genocídio do povo negro!

quinta-feira 3 de fevereiro | Edição do dia

Foto: Reprodução/TV Globo (2021)

A PM do Rio de Janeiro matou ao menos seis pessoas na manhã desta quinta-feira (03/02) durante uma operação em Belford Roxo, Baixada Fluminense. Moradores da região, porém, falam em pelo menos 15 mortes e afirmam que alguns foram assassinados mesmo depois de rendidos.

A IDMJR (Iniciativa Direito à Memória e Justiça Racial), instituição de defesa dos direitos humanos que atua na Baixada, afirma que recebeu relatos de moradores sobre pessoas sendo mortas pela polícia, mesmo após terem sido encurraladas. Segundo a organização, houve operação em ao menos quatro bairros. Em um dos áudios, um morador afirma que em apenas uma rua foram mortas 5 ou 6 pessoas, e que em Vila Pauline, bairro vizinho ao Parque Floresta, havia corpos em várias casas.

Pode te interessar: Ocupação com mil policiais no Jacarezinho dá início ao Cidade Integrada, continuador das UPPs no Rio

Em um dos vídeos recebidos pela IDMJR, visto pela reportagem da Folha de São Paulo, um homem abrigado em uma casa filma uma intensa troca de tiros e policiais do lado de fora. Em seguida, ele grava o próprio rosto e diz que está encurralado. Horas depois, amigos lamentaram a sua morte nas redes sociais. Em outra gravação, uma moradora afirma que a ordem não era para prender, mas sim para matar. "Estavam querendo se entregar e eles não estavam deixando, estavam metendo bala para dentro da casa", diz.

A operação desta quinta-feira ocorreu a despeito da determinação do STF (Supremo Tribunal Federal) que restringiu as operações policiais no Rio de Janeiro para casos excepcionais enquanto durar a pandemia da Covid-19. Nesta quarta-feira (2), o Supremo voltou a analisar a ação e formou maioria para obrigar o estado a apresentar um plano de redução da letalidade policial em até 90 dias.

Veja também: Kevin, menino de 6 anos é baleado no Rio: Exigimos Justiça!

Há exatamente um ano, Belford Roxo era palco de uma megaoperação da polícia, que, segundo moradores, se estendeu por meses. Hoje são mais 6, 10 ou até mesmo 15 corpos negros a mais caídos, mortos pelas balas da polícia que mais mata no mundo. O racismo institucional em uma de suas muitas formas, nesse caso vestido da farda que mata legalmente, visa as vidas negras de trabalhadoras e trabalhadores. Não há paz sem justiça. É preciso combater o racismo lutando contra o capitalismo, pois ele se aproveita de todos os tipos de opressão para explorar e lucrar cada vez mais. Basta de genocídio do povo negro!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias