×

Igreja Evangélica | O pastor e advogado-geral da União, André Mendonça, defendeu reabertura das igrejas

Na sessão de abril passado, em que o STF manteve o fechamento temporário de templos religiosos, o Brasil estava no pior momento da pandemia. Apesar disso, o advogado-geral da União, André Mendonça, que é pastor evangélico, defendeu a reabertura das igrejas, supostamente “em nome da liberdade de religião”, quando na realidade tratava-se de colocar os interesses da cúpula religiosa acima da saúde da população.

sábado 17 de julho | Edição do dia

Longe de se tratar de um embate em prol da liberdade de credo, tal episódio representa uma invertida da bancada da bíblia para colocar como prioridade seus interesses político-econômicos em detrimento da saúde da população, com uma proposta que colocaria a vida de milhões em risco.

Nos primeiros 15 minutos da sua arguição, André Mendonça falou mais de 40 vezes em Deus, cristãos, cristianismo e demais termos religiosos. É escandaloso falas como essa que utilizam-se como base argumentativa a religião, ferindo profundamente a suposta laicidade de Estado.

Todavia, não é a primeira vez que vemos esta dança entre a Igreja e o Estado Capitalista: no ano passado (2020), o congresso perdoou uma dívida de 1 bilhão das igrejas; neste ano (2021), Bolsonaro declarou que quer Mendonça realizando orações em sessões do STF, se eleito ministro da Corte.

Com a indicação de Mendonça ao Supremo, vemos Bolsonaro atendendo a um setor que foi decisivo para a sua eleição em 2018 e que não para de crescer. Segundo projeções do doutor em demografia José Eustáquio Diniz Alves, o Brasil vive um momento de "transição religiosa", com o declínio de católicos e a ascensão de evangélicos se acentuando.

Portanto, episódios como esse expressam uma vez mais as ações criminosas do pastor André Mendonça, que exemplifica a política geral da bancada da bíblia fortalecida pelo PT nos governos Lula e Dilma, mas também a forte simbiose entre o Estado Capitalistas e as Igrejas que só poderá ser totalmente rompida por um governo de trabalhadores em ruptura com o capitalismo, rumo a um Estado Socialista o qual coloque verdadeiramente os interesses da maioria como prioridade.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias