×

Greve Rede TV | "O cara registra a gente como setor de manutenção né, mas fazendo arte." Denuncia trabalhador de Rede TV

Veja entrevista do trabalhador da Rede TV em greve.

sexta-feira 3 de setembro | Edição do dia

"O cara registra a gente como setor de manutenção né, mas fazendo arte. Era para ser um setor de cenografia, pintor cenográfico ganha mais, não, ele me registra como pintor de manutenção junior, que é o mais baixo de todos mas para fazer tudo. E se não fizer, já vira uma coisa pessoal, não olha na sua cara, fica de birra e aí você é obrigado a laquear móveis de graça, que vai para a casa do dono da Rede TV, você é obrigado a fazer pintura automotiva e eu não ganho nenhum tipo de insalubridade, pintura epoxi, pintura de cenário, pintura de arte, toda a pintura aí tem que fazer, até porque no meu setor só tem eu de pintor, porque o pintor de arte foi mandado embora, o aderecista foi mandado embora, o pintor cenográfico foi mandado embora e eles ficaram com quem? Com o pintor de manutenção junior para fazer tudo.

Mas eles nunca reajustaram meu salário e nem arrumaram meu registro. Há 8 anos que eu pedi pra ele: eu só queria que você ajustasse meu registro, que esse tempo de casa, já era para eu ser um pintor sênior, um pintor master, que seja. Mas nunca houve uma negociação, nunca, nuca. Pelo contrário, eles falam assim: “Ah, vou tentar resolver”. Mas é mentira, porque eles não levam isso pra ninguém e continua te usando, te usando, enquanto você tá sendo útil ali fazendo as coisas, tão te usando. Agora, a gente fazendo greve aqui, já não é mais útil né, mas enquanto tá usando nossa mão-de-obra a preço de banana lá, porque o preço da mão-de-obra é preço de banana né. Eles usam cenografia não é para fazer cenário, é pra fazer móveis de luxo para a casa do Marcelo, é para pintar coisa que vem estrada que vem de lá que a gente tem que renovar. E se não fizer já sabe né, é complicado, quatro anos sem reajuste, sem participação de lucro.

Aí ontem falaram: “Pagamento tá na conta”. Fui ver quanto era meu pagamento, 1200 reais? O que eu faço com 1200 reais se meu aluguel é 1000? Nada. Então eu tenho que viver todo final de semana fazendo bico para repor as partes financeiras lá em casa, tapar os buracos. Se não a gente não come direito, não compra um calçado, agente não adquire nada. A gente faz dívida o ano inteiro, aí quando chega o final do ano, férias coletivas, 13º, não tem condição de viajar, porque já tá devendo um monte de gente, tem que usar esse dinheiro para pagar e já é, vou ficar em casa, quietinho, se tiver alguma coisa para comer ainda. Porque até o cartãozinho de fim de ano que eles dão para você fazer uma compara para você, para sua família eles tiraram. Eles tiraram tudo, eles querem o que mais? Vai tirar o que, a pele também?

Eu já quero ser mandado embora. Falei para os caras, aderi à greve porque é uma causa justa, mas eu não quero nem mais trabalhar nessa empresa, que clima a gente vai entrar lá dentro sendo que só tem picareta da máfia? Uma cúpula podre, só alma sebosa. Não adianta, vai ter aquele clima chato. Então para mim não serve mais. Vamo ver se sai alguma coisa, mas eu quero ser mandado embora, não quero mais trabalhar para picareta, alimentar o luxo desses caras."




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias