×

Abaixo o Marco Temporal | O DCE da UnB precisa convocar todes estudantes ao ato dos indígenas amanhã as 14h

Amanhã os indígenas marcharão do acampamento em que estão desde o domingo até a Praça dos Três Poderes para acompanhar o julgamento do retrocesso do Marco Temporal. Chamamos as entidades estudantis como o DCE da UnB e os CA’s de todos os cursos que mobilizem os estudantes e convoquem todes para essa marcha as 14h.

quarta-feira 25 de agosto | Edição do dia

A mídia burguesa vem ocultando a histórica luta dos indígenas contra o Marco Temporal, impondo um grande cerco midiático. Esse fato torna ainda mais fundamental que os sindicatos e entidades estudantis cumpram seu papel de difundir e construir as mobilizações da classe trabalhadora e de seus setores oprimidos, dando exemplos de solidariedade ativa.

Nesse sentido, as entidades da UnB, o DCE e o CA de cada curso, não podem se manter a parte dessa mobilização. É preciso organizar pela base os estudantes para levarem apoio à luta indígena. Os estudantes podem ser um fator importante para ajudar a derrubar o cerco midiático e dar visibilidade para essa luta que já tem proporções históricas, mas é ocultada pela mídia burguesa financiada pelo agronegócio sedento por essas terras.

Esse mesmo agronegócio que quer colocar suas mãos nas terras indígenas é aquele que quer avançar em mais da metade da Chapada dos Veadeiros. A própria cidade de Brasília tem um histórico de violência contra os povos tradicionais, como o passado de seu próprio governador deixa claro - Ibaneis Rocha foi o advogado dos criminosos que assassinaram o índio Galdino.

Fazer com que a luta indígena seja vitoriosa, significa fortalecer a resistência contra o judiciário, Ibaneis, o agronegócio, e Bolsonaro. Acreditamos que a única forma de derrotar esse enorme retrocesso que é o marco temporal, não apenas no STF mas também no Congresso com a PL 490 em tramitação, é apostando na mobilização e na unidade entre os trabalhadores, estudantes, demais setores oprimidos e os indígenas.

Por isso, também estamos fazendo o chamado à todas as mulheres, em especial, às estudantes do Serviço Social da UnB para se somarem na plenária “Mulheres indígenas na luta pela vida” que acontecerá na quarta-feira às 10h30. É importante que as entidades mobilizem as estudantes em apoio as mulheres indígenas que historicamente estão na linha de frente na luta por seus direitos.

Confira o convite da Luiza estudante de Serviço Social na UnB e militante do grupo de mulheres Pão e Rosas:




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias