×

Novo ministro da Justiça de Bolsonaro tem ligação com a bancada da bala e com a PF

Ao aceitar o convite de Bolsonaro, Torres deixa a Secretaria da Segurança Pública do Distrito Federal, governado por Ibaneis Rocha (MDB), e assume a pasta no lugar de André Mendonça, que retorna à AGU.

terça-feira 30 de março | Edição do dia

Foto: Afonso Ferreira/G1

Anderson Gustavo Torres, delegado federal e com bom trânsito na bancada da bala, é o novo ministro alçado por Jair Bolsonaro (sem partido) a comandar o Ministério da Justiça e da Segurança Pública no lugar de André Mendonça.

Torres tem longo histórico de proximidade com Bolsonaro, atuou durante anos como chefe de gabinete do ex-deputado federal Fernando Francischini (PSL-PR), um dos primeiros parlamentares no Congresso a abraçar, em 2018, a campanha de Bolsonaro ao Planalto.

Além disso, o novo ministro da Justiça tem boas relações com o comando da Polícia Federal, atualmente chefiada pelo delegado federal Rolando Souza.

Ao aceitar o convite de Bolsonaro, Torres deixa a Secretaria da Segurança Pública do Distrito Federal, governado por Ibaneis Rocha (MDB). Torres estava à frente da secretaria desde o início de 2019.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias