×

CRISE SANITÁRIA | No Brasil, 1º semestre de 2021 registra aumento de 53% de óbitos em relação a 2019

Até o último dia de junho foram registradas 962.503 mortes no país. Comparado a 2020, o aumento de mortes no primeiro semestre chega a 38%.

terça-feira 13 de julho | Edição do dia

Das 962.503 mortes nesse primeiro semestre, 322 mil foram confirmadas ou com suspeitas de covid. No ano de 2019, quando ainda não havia casos de contágio no Brasil, foram registradas quase 626 mil mortes no mesmo período. Os dados estão no sistema de registro civil e constam do Portal da Transparência da Arpen Brasil (Associação Nacional de Registradores de Pessoas Naturais).

Até o dia 12 de julho, o país já alcançou a marca de 1 milhão de mortes. Miguel Nicolelis, neurocientista, diz que “março e abril foram os meses mortíferos de nossa história da República”, pois em março e abril houve uma enorme aceleração no número de óbitos. Em março, 188 mil pessoas morreram o que equivale a um aumento de 92% comparado a 2019 e 75% se comparado a 2020. O mês de abril teve 187 mil mortes.

Nicolelis também aponta o colapso do sistema de saúde onde tanto pacientes com covid ou outras doenças não tiveram acesso aos serviços de saúde, desde procedimentos básicos até leitos de UTI.

"O Brasil tem 13,2% das mortes do mundo, mas nossa população é bem menor, de 2,7%. Ou seja, temos praticamente cinco vezes mais mortes que a média. Neste ano, fomos ainda pior e, para completar, tivemos a demora na compra de vacina" denuncia o neurocientista.

Ao mesmo tempo Nicolelis também aponta a falta de planejamento do governo, a falta de vacinação em massa e que “a média móvel hoje é equivalente ao pico do final de julho, na primeira onda.” Ou seja, não há razões para comemorar, ainda mais com a entrada da variante Delta no Brasil, e diz que se ela se sobrepor à variante brasileira Gamma “teremos sérios problemas”.

VEJA TAMBÉM:
Lutar contra Bolsonaro, Mourão e governadores para vingar nossos 500 mil mortos por covid

Vacina para todos com quebra de patentes e sem indenização aos capitalistas




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias