RACISMO

Negros são 69% do total de desempregados em Minas Gerais

A média mineira é maior do que a média nacional, também absurda, em que a proporção de negros desempregados é de 64%. Os negros também são maioria nos trabalhos mais precários e recebem salários inferiores aos brancos. Esses dados são um exemplo gráfico do racismo estrutural que existe no Brasil, fruto dos processos de colonização baseado no trabalho escravo.

segunda-feira 20 de novembro de 2017| Edição do dia

Foto: O Globo

Os negros são 59,6% da força de trabalho em Minas Gerais e, ainda assim, do total de desocupados no estado no fim desse ano – cerca de 1,37 milhão de trabalhadores –, 69% eram de cor preta ou parda. Enquanto a taxa de desemprego entre brancos é de 9,4%.

Essa diferença também é vista ao comparar os salários de negros e brancos. Ainda em Minas Gerais, a população negra ganha 36,7% a menos que os brancos. O que também se repete nacionalmente, quando o rendimento dos trabalhadores negros é de R$1.531, enquanto o dos brancos é R$2.757.

Outro dado observado, foi de que o aumento de empregos por contratos formais, sem carteira assinada, aumento desde o 2º semestre de 2016. Com queda de 6,4% do número de empregados no setor privado com carteira e aumento de 9,2% do total de empregados no setor privado sem carteira.

Todos esses dados são reflexos das desigualdades no processo histórico brasileiro e do racismo estrutural que se expressa em todo o país e também em Minas Gerais.

Leia também: "Passado e presente da vida e da luta negra nas Minas Gerais"

E os níveis altos de desemprego, maiores entre os negros mas que também golpeia os trabalhadores brancos, são resultado dos ataques coordenados dos golpistas que governam para banqueiros e empresários, descarregando a crise capitalista, criada por eles mesmo, sobre os ombros da classe trabalhadora e mais profundamente, dos trabalhadores negros. Isso mostra que o governo petista de Pimentel atua administrando o racismo em Minas Gerais, junto aos herdeiros da casa grande e aos golpistas. Garantindo seus lucros em detrimentos de vidas negras.




Tópicos relacionados

Desemprego   /    Racismo   /    [email protected]

Comentários

Comentar