Política

COVID-19

Negacionista, Senador Major Olímpio morre de Covid

quinta-feira 18 de março| Edição do dia

Senador mais votado da história de São Paulo, Major Olímpio morre por complicações da Covid-19 nessa quinta-feira (18). O senador do PSL era contra medidas de isolamento social e antes de contrair a doença havia participado de atos, junto de Luciano Hang e outros bolsonaristas, contra o "lockdown" em Bauru.

Major Olímpio deixará um legado de destruição e ataques aos trabalhadores, os negros, população periférica, indígenas e a população mais pobre desse país. Além de ser enorme aliado de Bolsonaro em 2018, defender ataques como as reformas neoliberais que retiram direitos da população, o Major também protagonizou cenas bárbaras em sua carreira política como a defesa de "placar nos presídios" para contabilizar as mortes em Roraima e Manaus, em 2017. EM 2016, o reacionário senador comemorou o assassinato de dois jovens pelas mãos da polícia.

Defensor da redução da maioridade penal, Olímpio se juntou a Bolsonaro em 2018 na defesa da venda de reservas indígenas. Na época, Olímpio era soldado fiel do capitão e um dos líderes do rebanho reacionário durante a campanha do atual presidente. Olímpio defendeu e apoiou o governo Bolsonaro em suas principais medidas e agora morre da doença que seu presidente minimizou, debochou e fez de tudo para que seguisse sendo transmitida Brasil afora.




Tópicos relacionados

MORTES COVID-19   /    Repressão policial   /    COVID-19   /    bolsonarismo   /    Coronavírus   /    Extrema-direita   /    PM   /    Repressão   /    Política

Comentários

Comentar