RACISMO

“Não existe racismo no Brasil” diz Mourão sobre assassinato de João Alberto no Carrefour

O vice-presidente Hamilton Mourão se somou aos que deram declarações absurdas sobre o assassinato de João Alberto por seguranças do Carrefour em Porto Alegre. Ele disse que não houve racismo no caso, pois não existe racismo no Brasil.

sexta-feira 20 de novembro| Edição do dia

Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo/

Hamilton Mourão, vice-presidente, se somou a Constantino e outros direitistas que declararam que não houve racismo no assassinato de João Alberto pelos seguranças do Carrefour.

Pode interessar: "Não comprova racismo" ataca Constantino sobre assassinato de João Alberto no Carrefour

Mourão, general que tem na carreira anos de ataques aos indígenas e negros no Brasil, disse que não existe racismo no Brasil, e por tanto não se poderia incumbir racismo ao assassinato de João Alberto.

“Para mim, no Brasil não existe racismo. Isso é uma coisa que querem importar aqui para o Brasil, não existe aqui”, disse Mourão, o vice de um presidente que ataca negros há anos, e que sustenta o mito da Democracia Racial.

Para Mourão, o racismo existe nos EUA, mas não no Brasil. “Eu nunca tinha visto isso aqui no Brasil” disse ele.

Veja também: A rede Carrefour e o histórico de atrocidades desumanas que aconteceram em seus mercados

Mais uma declaração absurda, dessa vez vindo do Palácio do Planalto, tentando desfigurar o absurdo assassinato de João Alberto, pelo medo que tem os governantes da fúria negra que ainda vive nos EUA e do medo de que ela se espalhe para o Brasil, o maior país negro fora da África.

Pode interessar: Carrefour RACISTA: Ato por justiça à Beto em Porto Alegre nessa sexta-feira (20) às 18h!

Veja o que disse Valéria Muller, que foi candidata à vereadora do MRT por filiação democrática pelo PSOL, em Porto Alegre:




Tópicos relacionados

Racismo Estrutural   /    Governo Bolsonaro   /    Hamilton Mourão   /    Racismo   /    negras e negros   /    Racismo EUA   /    Racismo   /    Movimento Negro   /    [email protected]   /    Política

Comentários

Comentar