×

UNB: RUMO AO 3J | Na UnB onde estão as assembleias convocadas pelo DCE para organizar os estudantes rumo ao 3J?

É preciso derrubar Bolsonaro e Mourão agora! A realização de assembleias não se trata de uma tarefa organizativa, mas de uma tarefa política para que sejam os estudantes, de forma democrática, os sujeitos dessa luta. Entretanto, a direção do DCE da UnB, composta pelo PT, PCdoB, Levante, PSOL e PCB, entidade que representa mais de 30 mil estudantes,não tem essa visão das assembleias conduz de forma burocrática a mobilização. É preciso que sejam garantidos o mais amplo direito a voz e voto para que sejam os estudantes que tomem em suas mãos a luta!

quinta-feira 1º de julho | Edição do dia

Foto: Assembleia Geral de Estudantes rumo ao Tsunami da Educação, o 15M em 2019.

Bolsonaro só vai cair nas ruas e com a força da nossa mobilização. Os escândalos de corrupção do governo federal revelam aquilo que já sabemos faz tempo: Bolsonaro é responsável por todas as mortes pela COVID. São mais de 500 mil mortes fruto do negacionismo de extrema-direita de Bolsonaro, mas também do racista, anti-indígena e homofóbico General Mourão - herança do que há de mais reacionário e podre da ditadura militar.

Junto deles está o Congresso Nacional que aprovou os cortes bilionários nas federais, o PL 490 que ataca os povos indígenas e privatizou a Eletrobrás. Assim como o STF que aceitou de bom grado a Cepa América, deu a interpretação favorável para o Marco Temporal - a base do PL 490; tal qual Ibaneis, que despeja famílias negras e pobres de suas casas no meio da pandemia e privatiza a CEB. Todos foram indispensáveis para o golpe institucional de 2016, que pavimentou o caminho para chegarmos nessa situação de crise sanitária, fome e desemprego.

Diante de tudo isso, foram milhares de estudantes que estiveram nos atos do 29M e 19J. É mais que necessário, portanto, organizar a revolta e a luta para tirar Bolsonaro e Mourão agora, sem esperar 2022! E o papel das direções do movimento estudantil é fomentar a mobilização, por isso as assembleias não são uma mera tarefa organizativa, mas uma tarefa política para que sejam os estudantes os sujeitos dessa organização discutindo os rumos da luta. Mas até agora a direção do DCE da UnB, composta pelo PT, PCdoB, Levante, PSOL e PCB, não convocaram uma Assembleia Geral de Estudantes. Ela precisa garantir o amplo direito a voz e voto para que os estudantes tomem a luta em suas mãos. Dizemos isso, pois na última assembleia, a direção do DCE, de forma burocrática, encerrou a reunião sem nem sequer abrir para votação ou encaminhamentos; fora que na penúltima assembleia, a direção do DCE, junto da UP, blocaram contra a exigência às centrais sindicais e à UNE para que unificasse a luta entre estudantes e trabalhadores. Precisamos que os estudantes sejam sujeitos da luta, pois assim poderemos torná-la ainda mais forte e radical.

Nesse sentido, o movimento estudantil da UnB pode ter um papel decisivo, inclusive em ser um ator capaz de ser a vanguarda da unidade entre trabalhadores, estudantes, indígenas e de todos os oprimidos no país! Em uma assembleia como essa, a UnB poderia ser exemplo para todo o país defendendo a derrubada de Bolsonaro e Mourão com a força da nossa luta agora, exigindo que as centrais sindicais e a UNE convoquem uma greve geral nacional.

Leia mais: Greve geral para derrubar Bolsonaro, Mourão, os ataques e impor uma nova Constituinte

O movimento estudantil precisa discutir democraticamente os rumos da luta e estar mobilizado para o combate!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias