Política

CAMILO SANTANA

Na TV, Camilo Santana (PT-CE) defende Reforma da Previdência e reclama do piso do magistério

Em entrevista na Globo News, o governador do Ceará defendeu que o PT deveria ter votado pela Reforma da Previdência e reclamou do aumento de 12,84% no piso do magistério. De quebra ainda se gabou pelo alto investimento no aparato repressivo.

quinta-feira 5 de março| Edição do dia

Nos últimos dias, o Ceará foi um dos centros do noticiário nacional devido a um motim reacionário de policiais. Na noite de Ontem, o governador Camilo Santana (PT) foi entrevistado na GloboNews para comentar estes e outros assuntos.

De cara, o governador começa se gabando pelo "alto investimento" no aparato policial, mostrando como sua política de segurança abriu o espaço pro atual fortalecimento reacionário das forças de repressão (que ele trata como "ingratas").

Porém as declarações não param aí. Na pergunta feita aos 38:24 minutos do vídeo da entrevista disponibilizado no G1, sobre a reforma da previdência, Camilo afirma:

Nós (governadores do NE) defendíamos que a reforma da previdência deveria ter sido aprovada para estados e municípios ali no Congresso (...) eu defendi até o contrário que o PT deveria ter lutado pra ter tirado (mudanças na aposentadoria rural, no BPC) mas ter a necessidade de se fazer uma reforma da previdência nesse país.

No final ainda reclamou do aumento de 12,84% no piso do magistério (300 reais para professores de 40h), alegando que este teria sido "muito alto".

Não é novidade para ninguém que os governadores do PT e PCdoB apoiaram a reforma da previdência, como denunciamos fortemente no Esquerda Diário. Com essa entrevista, o governador mostra cada vez mais o papel que o PT pretende cumprir no novo regime marcado pelo golpismo e pela ascensão do Bolsonarismo. Enquanto seus parlamentares fazem demagogia, seus governadores atuam abertamente pela aprovação dos ataques neoliberais, enquanto mantém no imobilismo a CUT, maior central sindical do país e da qual são a direção majoritária.




Tópicos relacionados

Camilo Santana (PT)   /    Recife   /    Ceará   /    Reforma da Previdência   /    Política

Comentários

Comentar