×

TRANSFOBIA | Mulher trans que foi queimada em Recife está consciente e respira sem ajuda de aparelhos

Nesta quinta-feira (24), Roberta Silva, mulher trans de 33 anos sofreu uma tentativa de homicídio ao ser queimada viva no Centro de Recife. A mulher que vive em situação de rua, teve cerca de 40% do seu corpo queimado, com lesões no tórax, abdômen, mãos e braços. A vítima segue internada na enfermaria feminina da ala de queimados da unidade de saúde, já está respirando sem ajuda de aparelhos e está consciente.

segunda-feira 28 de junho | Edição do dia

Foto: Reprodução/TV Jornal

Leia mais: Em caso brutal de LGBTfobia no Recife, mulher trans é queimada viva no Cais de Santa Rita

Roberta Silva, que vive em situação de rua, viu seu corpo ser queimado no meio do Centro da capital pernambucana na semana passada. A vítima foi encaminhada para o Hospital da Restauração (HR), na manhã desta segunda-feira (28). A vítima que segue internada, apresenta melhoras, já respira sem ajuda de aparelhos e está consciente. Ela chegou com lesões no tórax, abdômen, mãos e braços, no último sábado (26) Roberta teve seu braço esquerdo amputado em cirurgia.

Um adolescente, foi apreendido como suposto autor do crime e autuado pelo “ato infracional análogo a homicídio doloso tentado”. O jovem foi encaminhado para Unidade de Atendimento Inicial (Uniai) da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase).

Roberta, teve seu corpo ateado fogo por ser quem ela é, uma mulher trans. No Brasil, onde Bolsonaro, Mourão e os golpistas legitimam esse tipo de violência, queremos resgatar a combatividade das LGBT que se enfrentaram bravamente com a violência policial nos EUA, para que junto a classe trabalhadora possamos enfrentar mais de uma década de crise capitalista.

Pode te interessar: Dossiê 52 anos de Stonewall: enfrentar Bolsonaro, Damares e os capitalistas
Marxismo e luta Trans: entrevista com participante do livro “Transgender Marxism”




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias