×
Rede Internacional

Motociata de Bolsonaro reúne poucos apoiadores, terminando em fala contra máscaras e pela cloroquina

Para a frustração de bolsonaristas, que prometiam mobilizar 100 mil motociclistas, imagens aéreas mostraram na verdade uma quantidade bem mais modesta de apoiadores.

sábado 12 de junho | Edição do dia

Hoje 12/06 foi realizada a "motociata" de Bolsonaro, convocada por motoclubes sob o mote de “Acelera para Cristo”. O passeio de moto puxado pelo presidente começou às 10h, na região de Santana, zona norte da capital, e terminou no obelisco do Ibirapuera, às 13h30. O trajeto, que incluiu um bate-volta a Jundiaí, foi de cerca de 130 km.

Veja mais: Motociata de Bolsonaro contou com apoio de R$ 75 mil da prefeitura de SP para realização

No encerramento do passeio, na região do Parque Ibirapuera, Bolsonaro discursou e falou, mais uma vez, contra o uso de máscaras, e a favor de remédios sem eficácia. O presidente também voltou a dizer que houve excesso de notificações de mortes por Covid-19, para lavar sua cara a medida que nos aproximamos do número de 500 mil mortes.

"[Há] indício robusto que houve, sim, supernotificações. E caso nós venhamos a comprovar isso, vamos ver que o Brasil passaria a ser um dos países que tem o menor índice de morte por habitante. E onde está o segredo disso? Que parece ser pecado falar: está no tratamento precoce. No ano passado, eu com 65 anos de idade fui acometido de Covid e tomei hidroxicloroquina. No dia seguinte, estava curado", afirmou no discurso deste sábado.

Bolsonaro estava ao lado dos ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente) e Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura), ambos sem máscara. Bolsonaro tem incentivado Tarcísio a se lançar candidato ao Governo de São Paulo em 2022. Apoiadores responderam com gritos de "governador, governador".

Contra a expectativa dos organizadores que prometiam 100 mil motociclistas, as imagens aéreas mostraram quilômetros de motos, porém, com grandes espaços entre os motoqueiros, quando reunidos eram um pequeno grupo.

Dos mais de 6,3 mil policiais escalados, 1.433 atuaram exclusivamente ao longo dos 129 km do trajeto. Ou seja, repetindo novamente o ocorrido no Rio de Janeiro, quando os policiais eram uma parte considerável do contingente presente. Bolsonaro aliás enalteceu a sanguinária PM de São Paulo:

"Vocês são auxiliares das Forças Armadas. Tenho certeza que, no cumprimento da lei e da ordem, pelo cumprimento dos dispositivos constitucionais, nós estaremos juntos, aconteça o que acontecer", disse o presidente.

Pode te interessar: Centrais sindicais convocam atos no dia 18/06: construir pela base e unificar com a juventude

Nossa luta precisa ser por Fora Bolsonaro, Mourão e os militares




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias