×

Trabalhadores industriais | Montadoras paralisam ou adiam volta ao funcionamento, aumentando os riscos de demissões

Trabalhadores das grandes fábricas como GM, Fiat, Renault, Volkswagen estão trabalhando com risco enorme de demissões de massas.

terça-feira 3 de agosto | Edição do dia

Foto: Divulgação/Honda

Sabemos que a pandemia aprofundou ainda mais a crise econômica, grandes fábricas tiveram suas baixas, porém, isso não significa que fábricas como GM, Fiat, Renault, Volkswagen estão totalmente falidas, ao contrário, todas elas mantém seus altos lucros em cima do suor de centenas e centenas de trabalhadores.

Segundo informações do jornal Estado de São Paulo, as montadoras GM, Volkswagen, Renault e Fiat estão prologando férias coletivas dos trabalhadores, com cortes de turnos, ao que tudo indica estão pavimentando o processo para futuras demissões em massas.

Todas essas grandes fábricas tiveram paralizações em suas produções, como por exemplo, em julho a Volkswagen Taubaté (SP) paralisou por 20 dias, além disso, a fábrica decretou férias coletivas para todo turno. Ao que tudo indica essas medidas de férias coletivas, paralisações de turnos de produção estão sendo medidas adotadas por essas grandes fábricas. A justificativa das empresas é ausência dos semicondutores, segundo as próprias empresas, a ausência dos semicondutores dificulta a produção completa das fábricas.

A pandemia que atualmente deixa marcar de mais de 557 mil óbitos, consequência política do negacionismo de Bolsonaro e Mourão e é nesse cenário que o setor privado se aproveitou para avançar com as demissões em massas e com recontratação com salários e direitos reduzidos.

Essas grandes montadoras indústrias não fogem dessa lógica de se aproveitarem da pandemia para demitir e recontratar com salários e direitos reduzidos, isso prova o quanto essas empresas estão a serviço dos lucros independentemente da situação de misérias colocadas para os trabalhadores.

Veja também o programa Esquerda Diário Comenta:

Leia também:




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias