Mundo Operário

PETROLEIROS EM LUTA

Mobilizações e greves de petroleiros seguem em vários estados do país

Petroleiros por todo o país vêm reagindo ao ataque profundo da direção da empresa e de Bolsonaro a Petrobras, com privatizações, cortes de direitos, surtos de covid-19 e assédio moral. Veja a situação nos distintos estados pelo Esquerda Diário. No ES, a greve já dura 4 dias e também segue na Bahia.

terça-feira 9 de março| Edição do dia

Imagem: Sindipetro-ES

Houve um 2º dia de mobilização em Manaus e outros estados também contaram com ações, como São Paulo, Pernambuco, Paraná, Norte Fluminense, RJ e Minas Gerais. A categoria esquenta suas turbinas e ensaia a possibilidade de uma paralisação nacional de petroleiros que seria necessária para combater os planos de ataques coordenados entre o general Silva Luna e Bolsonaro para privatizar a Petrobras.

Leia Mais: Por uma jornada nacional de lutas em apoio a luta dos petroleiros e por um plano de emergência contra a pandemia

A divisão dos de cima abre a oportunidade dos trabalhadores avançarem na luta contra a privatização da Petrobras. É preciso que haja uma coordenação entre as lutas para que esse movimento não se disperse pelo país isoladamente, podendo perder toda a sua enorme potência. Graças à política da CUT e CTB, que precisam romper sua paralisia na luta contra a privatização, é o que tem ocorrido.

Trabalhadores estiveram em frente a unidade Terminal Aquaviário Barra do Riacho no ES marcando posição no 4º dia de greve:


Imagem: Sindipetro-ES

No Amazonas, trabalhadores também realizaram ato em frente a Refinaria Isaac Sabbá em Manaus:


Imagem: Sindipetro Amazonas

A Conlutas deve aproveitar essa brecha nas alturas para começar a organizar por baixo uma verdadeira jornada de lutas unificada que trate da defesa da Petrobrás 100% estatal, exigindo a reversão de todos os ativos privatizados até agora; e unificando essa pauta com a necessária solidariedade às educadoras em greve no município e estado de São Paulo. A FUP precisa urgentemente romper com a letargia e organizar uma verdadeira luta nacional petroleira contra a paralisação.




Tópicos relacionados

Petroleiros   /    Espírito Santo   /    Petrobras   /    Privatização da Petrobras   /    Greve dos Petroleiros   /    Crise da Petrobrás   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar