×
Rede Internacional

MACHISMO | Misoginia: boçal Eduardo Bolsonaro chama deputadas mulheres de "portadoras de vagina"

No Twitter, o deputado federal e filho do presidente destilou toda sua misoginia uma vez mais: ao compartilhar um vídeo onde o reacionário deputado Eder Mauro (PSD) já fazia declarações machistas contra Maria do Rosário (PT), Eduardo Bolsonaro se referiu a deputadas como "portadoras de vagina".

quinta-feira 8 de abril | Edição do dia

(Foto: Leonardo Marques/ASCOM/MCT)

No vídeo compartilhado, Eder Mauro discursava na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), onde dizia que iria "chamar um médico" para Maria do Rosário e perguntava se ela "já tinha tomado o remédio", em uma demonstração de desprezo pelas mulheres. Tudo isso em meio a uma fala em que defendia ardentemente Jair Bolsonaro, dizendo inclusive que ele havia feito um bom combate a pandemia.

Em seu retweet, Eduardo Bolsonaro disse que parecia "a gaiola das loucas" e que as "pessoas portadoras de vagina" estavam sendo levadas a loucura pelas supostas verdade que Eder Mauro estaria falando. Com esta fala, Bolsonaro desumaniza as mulheres e mostra bem suas ideias misóginas.

É fundamental que o movimento de mulheres repudie essa fala de Eduardo Bolsonaro, e o conjunto do governo de seu pai, mas sem se juntar a mulheres como Joice Hasselman, que anunciou que irá entrar com um processo contra o deputado. Se vê a importância de um feminismo socialista, aliado a classe trabalhadora, que repudie todo tipo de machismo e também enfrente todos os ataques perpetrados por governos e pela extrema-direita.

Veja também: Porque o nosso feminismo socialista não é só no 8 de março




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias