Juventude

PÓS 29M E RUMO AO 19J

Mesa Unifesp: Lições do Movimento Estudantil de Maio de 1968 para o pós 29M

Em Maio de 1968, a juventude francesa saiu às ruas em aliança com os trabalhadores e protagonizaram uma grande jornada de lutas e se tornou um exemplo internacional que desestabilizou a ordem capitalista. No último dia 29, a juventude no Brasil deu um enorme exemplo nas ruas contra Bolsonaro, Mourão e todos os golpistas. Por isso, chamamos essa reunião para debater quais as principais lições de Maio de 1968 para o movimento estudantil no Brasil hoje? Venha debater virtualmente conosco, na próxima terça-feira, às 17:30!

quinta-feira 10 de junho| Edição do dia

A Unifesp corre o risco de fechar suas portas devido ao ataque sistemático à educação pública a partir da Lei Orçamentária Anual (LOA), imposta por Bolsonaro e o Congresso Nacional, a mesma situação atinge quase metade das outras universidades federais. A juventude em seu conjunto enfrenta uma gestão genocida da pandemia, das privatizações e reformas neoliberais que arrancam sua perspectiva de futuro. Não a toa, no dia 29 de maio, centenas de milhares foram às ruas contra esse govermo.

O movimento estudantil tem uma rica história, e a luta travada pela juventude no emblemático Maio de 1968 francês, pode nos dar valiosas lições sobre os próximos passos que os estudantes devem percorrer, pensando nas mobilizações marcadas para 19 de Julho e adiante, contra Bolsonaro, Mourão, os militares e todo este regime golpista.

Hoje, diante deste regime podre, governado por Bolsonaro, Mourão e os militares, a Faísca defende com unhas e dentes a força da aliança entre estudantes e trabalhadores. Mas qual seria exatamente o seu valor para a luta de hoje contra todos os ataques deste governo e quais as alternativas postas? Venha debater com a gente na próxima terça-feira (15), às 17:30.

Convidados:
Iuri Tonelo - Sociólogo, professor da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e autor do livro No entanto, ela se move.
Vitória Camargo - Estudante de Ciência Política da Unicamp, professora da rede estadual e ministrou o curso "1968 e o Movimento Estudantil" do Campus Virtual do Esquerda Diário.

Clique aqui e se inscreva no formulário para receber o link e/ou entre em contato com a Victoria 11 96473-5567 para saber mais! Até lá!




Comentários

Comentar