×
Rede Internacional

MERENDEIRAS DO RIO | Merendeiras da HB, terceirizada da prefeitura do Rio, protestam após 3 meses sem salário

As merendeiras da Home Bread, terceirizadas da prefeitura do Rio de Janeiro, se reuniram nesta segunda-feira, 14 de junho, em frente a 8ª Coordenadoria Regional da Educação em Bangu, para mostrar sua indignação e lutar contra a situação absurda que empresa e a prefeitura estão empurrando às trabalhadoras.

segunda-feira 14 de junho | Edição do dia

Imagem: Esquerda Diário

Mais um caso de denúncia contra a extrema precarização do trabalho dos terceirizados no Rio. Além da pauta principal do protesto, que era o não pagamento dos salários atrasado a três meses, as merendeiras relatam que não há distribuição de cestas básicas há 1 ano. Também contam casos de realocação dos trabalhadores para longe do local de origem, gerando uma situação inviável que obriga muitos deles a se demitir.

O descaso é enorme, em janeiro, ocorreu o pagamento, mas os terceirizados contam que logo depois a empresa entrou em contato afirmando que foi um erro, pedindo a devolução do dinheiro pago. Literalmente arrancando das mãos deles a remuneração.

O Esquerda Diário esteve presente na manifestação e coletou relatos. Uma trabalhadora conta:

“A empresa está mandando um telegrama para quem está em casa, dizendo que entraram em contato, mas não é verdade. Obrigam o trabalhador a comparecer e mandam embora por justa causa. Quando você chega, a empresa nega ter mandado o telegrama mesmo você tendo os papéis para comprovar. Mandam assinar uma suspensão mas não informam se vão dar os 30%.”

Outra também relatou:

“Nós, merendeiras da empresa HB, estamos há 3 meses sem salário, há 1 ano sem cesta básica, muitas de nós estão trabalhando sem qualquer tipo de remuneração, quando entramos em contato com o RH da empresa, recebemos informação de que não tem previsão de pagamento. Tem pessoas passando necessidade, outras sendo despejadas porque não têm dinheiro para pagar o aluguel, a situação está insustentável.”

Essa situação insustentável que está jogando famílias de trabalhadores na miséria vem acompanhada do silêncio da empresa HB, que afirma não ter previsão de pagamento de salários, apesar da prefeitura falar que já repassou a verba.

Paes e a Home Bread tentam se livrar da culpa, mas o cenário de precarização se amplia pelo Rio, com esse governo que prioriza as empresas e não se importa com a vida dos trabalhadores.

Leia também: Terceirizadas no Rio realizam mais um dia de protesto pelo pagamento dos salários

Quer denunciar? Mande seu relato para +55 11 97750-9596
E siga o Esquerda Diário nas redes e plataformas de streaming!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias