×

Porto Alegre | Melo ataca greve dos rodoviários da Carris com corte de ponto, é preciso fundo de greve!

O prefeito bolsonarista, Sebastião Melo (MDB), anunciou através das redes sociais que irá punir os rodoviários da Carris que paralisaram na manhã desta segunda (23) com corte de ponto, atacando os trabalhadores que lutam pelos seus direitos e empregos. é urgente que as centrais e os sindicatos organizem um fundo de greve para os trabalhadores.

segunda-feira 23 de agosto | Edição do dia

Na manhã desta segunda-feira (23), os rodoviários da Carris em Porto Alegre iniciaram uma paralisação contra a privatização que o prefeito Melo quer passar e entregar de bandeja para os barões do transporte público. A PL da privatização pode ser votada a qualquer momento na Câmara e os trabalhadores se organizaram para iniciar essa paralisação. A Brigada Militar de Eduardo Leite garantiu que alguns ônibus saíssem da garagem, mas com a adesão forte da categoria muitos ônibus não estão saindo. Melo veio esbravejar no Twitter contra a mobilização dos trabalhadores chamando de “greve inoportuna” e querendo colocar a população da cidade contra os rodoviários. Além disso, o prefeito anunciou que irá cortar o ponto dos grevistas, atacando um direito legal que os trabalhadores têm de lutar pelos seus direitos e empregos.

Melo quer atacar qualquer tipo de disposição de luta dos trabalhadores e garantir com que a privatização passe sem problemas. O prefeito capacho dos empresários diz que a empresa já está causando muitos prejuízos e privatizar seria a melhor solução para garantir um transporte de mais qualidade. Melo mente quando fala que a Carris dá prejuízo. Mente para justificar a sua privatização que não irá melhorar em nada o transporte de Porto Alegre, como já sabemos como funciona as empresas privadas. Que inclusive durante a pandemia as privadas simplesmente abandonaram as linhas de ônibus para salvar os seus lucros, e essas linhas foram encampadas pela própria Carris que garantiu o atendimento dessas linhas para toda a população da cidade. O que o prefeito quer é entregar esse patrimônio público a essa patronal parasita que só quer saber de lucrar em cima da exploração e precarização do transporte público. Muito ao contrário do que garantir um transporte de qualidade, o que é garantido graças ao esforço do trabalho de todos os rodoviários.

Vejam vídeo com militantes do MRT direto da paralisação

Os únicos a ganharem com a venda da Carris são os que já lucram em cima de baixos salários, pouca manutenção, carros velhos e ônibus lotados. Por isso os trabalhadores, a juventude, os estudantes, toda a população que usa o transporte público deve apoiar a luta contra a privatização. As centrais sindicais e os sindicatos da cidade devem se colocar lado a lado nessa luta, ajudando com fundo de greve contra a retaliação do corte de ponto do prefeito, e girando todas as suas forças para fortalecer a luta e engrossar o caldo da mobilização. Algo que o sindicato da categoria deveria estar fazendo, mas segue traindo os trabalhadores sem terem organizado nada até agora e sentando junto com o Melo e os empresários e negociando os ataques.

Veja também: A luta contra a privatização da Carris é uma luta de todos os trabalhadores e estudantes




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias