×

Terremoto no Haiti | Marcello Pablito: "Toda solidariedade ao povo haitiano que agora sofre mais um terremoto"

Declaração de Marcello Pablito sobre o terrível terremoto que deixou milhares de mortos e feridos no Haiti no último sábado (14).

segunda-feira 16 de agosto | Edição do dia

Toda a solidariedade ao povo haitiano que está enfrentando mais uma vez um terremoto terrível que já deixou 1.297 mortos e mais de 2.800 feridos, já são mais de 3.000 construções destruídas e centenas de milhares de famílias que mais uma vez enfrentam com suas próprias forças a destruição de suas casas. Mas não podemos nos enganar e supor que essa é só mais uma "catástrofe", sabemos que tragédias como essa são anunciadas quando os governos não dão o mínimo de suporte para reconstrução das casas, subsidiando o material adequado que possa ser mais resistente a terremotos dessa magnitude. Enquanto isso, estão metidos até o pescoço em escândalos de corrupção. Recente o primeiro ministro do Haiti, Claude Joseph renunciou ao cargo aumentando ainda mais a crise política e social no país, por ser uma dos suspeitos do assassinato do ex-presidente, Jovenel Moise.

Toda solidariedade também aos irmãos haitianos que moram no Brasil, muitos deles vieram por conta do terremoto de 2010 que matou cerca de 200 mil pessoas e por conta da carestia de vida no país. Os trabalhadores e as trabalhadoras haitianas aqui no Brasil seguem apreensivos para terem informações sobre seus familiares e amigos que foram afetados pelo terremoto. Precisam enfrentar a xenofobia e a precarização do trabalho, e muitos seguem sem emprego, durante a pandemia não conseguiram auxílio emergencial. Além disso, assim como os trabalhadores e povo negro brasileiro sofrem com o racismo e a violência policial.

No ano passado, o povo haitiano protagonizou uma forte luta contra o então presidente Jovenel Moise, se enfrentando contra a repressão nas ruas. Esse mês que comemoramos os 200 anos da revolução do Haiti, temos que nos inspirar na luta heroica de nossos antepassados pela liberdade e contra o sistema escravista, para não permitir que o descaso dos governos e suas políticas que apenas visam o enriquecimento de uma casta política parasitária e o imperialismo, assassine mais nenhum irmão ou irmã haitiana.

Veja também: Haiti




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias