×

Contra retirada de direitos | Manifestação reúne garis, cozinheiras, trabalhadores da saúde e educação contra ataques do Paes

Manifestação ocorreu nesta quinta (25), e reuniu garis, cozinheiras, trabalhadores da saúde e educação contra a retirada de direitos do Prefeito Eduardo Paes contra todas essas categorias.

sexta-feira 26 de novembro | Edição do dia

O ato contou com a participação do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (SEPE), também com movimentos sociais e organizações de esquerda. Professores municipais questionaram a ausência de reposição salarial, o ticket alimentação não tem aumento há nove anos e nem a lei de planejamento para as aulas é aplicada.

As trabalhadoras agentes de preparação de alimentos das escolas disseram que o Prefeito precisa cumprir a lei de 2021 que alterou sua função para cozinheiras e não mais merendeiras, termo utilizado para pagar um salário menor para as trabalhadoras. Isso garantiria o cumprimento de seus direitos e o aumento salarial que Eduardo Paes não quer pagar.

Os agentes da saúde reclamaram que a pandemia tirou a vida de muitos profissionais pela falta de segurança no trabalho e que não são valorizados, também profissionais do CAPS estiveram presentes. No começo do ano Paes implementou uma reforma da previdência que afetou fortemente esses setores. Também houveram fala de estudantes pelo retorno do Bilhete Único que vem excluindo jovens de seu direito de estudar.

Os trabalhadores da Comlurb estiveram presentes sem seu sindicato. Os trabalhadores já vem numa série de manifestações contra o novo plano de saúde, realizado sem consulta aos trabalhadores e de péssima qualidade, feita por Eduardo Paes em conjunto com os diretores da empresa. Após o último ato, dois trabalhadores que eram lideranças do movimento foram demitidos em clara perseguição política, de forma extremamente arbitrária.

Essa manifestação foi um exemplo do que pode ser a luta de cada categoria, que unificadamente pode barrar os ataques de Paes. Os sindicatos deveriam dar importância a essas iniciativas, construir em seus locais de trabalho.

Nós, do Esquerda Diário, nos colocamos completamente em apoio aos garis, professores, profissionais da saúde e das demais categorias em luta, contra os ataques da patronal e da prefeitura.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias