Política

REPRESSÃO NO CEARÁ

Manifestação contra abusos a presidiários é reprimida em Fortaleza

O ato convocado por movimentos sociais e familiares e presos ocorria de forma pacífica em frente à sede da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) quando a PM de Camilo Santana começou a reprimir.

sexta-feira 20 de novembro| Edição do dia

O dia da consciência negra tá sendo marcado por vários absurdos. Enquanto no Sul um segurança do Carrefour assassinou um homem negro, em Fortaleza a PM reprimiu uma manifestação contra abusos a presos e seus familiares.

O ato denunciava as torturas contra os presos e também as a criminalização dos, além das extorsões ilegais que muitas vezes acontecem. Na convocatória estavam diversos movimentos sociais e os familiares dos presos. Para terminar, iam entregar o "troféu tortura" aos responsáveis da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP).

Enquanto se manifestavam pacificamente em frente a SAP, a polícia começou a reprimir o ato com spray de pimenta e ainda levaram detidos a 3 manifestantes.

O encarceramento em massa da população negra é uma das principais faces do racismo no Brasil e teve um aumento exponencial nos anos que o PT foi governo federal. Agora, em pleno governo Bolsonaro, as gestões estaduais do PT são responsáveis por inúmeras violações de direitos humanos nos presídios e ainda reprimem manifestações.




Tópicos relacionados

Repressão policial   /    Fortaleza   /    Racismo Policial   /    Camilo Santana (PT)   /    Ceará   /    Encarceramento   /    Violência policial   /    Política

Comentários

Comentar